Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Rammstein: Paixão pelo fogo

Banda alemã entusiasmou sala quase cheia de fãs fervorosos em espectáculo provocante da ‘Made in Germany 1995-2011 Tour'.

17 de Abril de 2013 às 13:44
Till Lindemann, mais comunicativo do que é habitual, não cessou de provocar as hostes, enquanto atacava os temas que construíram a fama do grupo
Till Lindemann, mais comunicativo do que é habitual, não cessou de provocar as hostes, enquanto atacava os temas que construíram a fama do grupo FOTO: Sérgio Lemos/Arquivo CM

Foram quase duas horas de típico rock industrial o que os Rammstein ofereceram às milhares de pessoas que nesta terça-feira à noite estiveram no Pavilhão Atlântico em Lisboa.

Um alinhamento afinado ao milímetro, com cenários a condizer, cruzou os eternos ‘Sehnsucht', ‘Asche Zu Asche' e ‘Rammstein', a ‘Ich Tu Dir Weh' e ‘Wiener Blut' do último álbum lançado há quatro anos

Till Lindemann, mais comunicativo do que é habitual, não cessou de provocar as hostes, enquanto atacava os temas que construíram a fama do grupo.

Nas cordas, Richard Kruspe, Oliver Riedel e Paul Landers absorviam a tensão latente, que explodia na bateria de Christoph Schneider. Nas teclas, ‘Flake' Lorenz foi a vítima do costume, quando em ‘Mein Teil' entrou em palco num caldeirão aquecido pelo lança-chamas de Lindemann. O fogo esteve, efetivamente, omnipresente ao longo de todo o concerto

A versão ao piano de ‘Mein Herz Brennt dá alguns momentos de sossego a um público sempre a puxar pela banda.

De surpresa em surpresa, e com contínuas alterações de cenário, em ‘Benzin' um invasor consegue saltar da plateia e subir ao palco para abraçar os músicos. Ato contínuo, é de imediato ‘grelhado' pelo vocalista numa coreografia muito bem encenada.

Até ao ‘encore', o grupo geriu as emoções do público e só em ‘Du Hast' é que lhe deu o gozo de tomar conta da canção. Num regresso ao palco muito saudado, os Rammstein extinguem o concerto com um banho de espuma a jorrar para cima das primeiras filas, ao som de ‘Ich Will', ‘Sonn' e ‘Pussy'.

rammstein paul landers till lindemann metal pavilhão atlântico
Ver comentários