Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Sean Connery, o eterno James Bond, celebra 90 anos de vida

Ator escocês foi o primeiro a dar vida ao agente secreto James Bond, em 1962.
Correio da Manhã 25 de Agosto de 2020 às 15:41
Sean Connery
Sean Connery

Sean Connery, o primeiro e eterno James Bond, celebra esta terça-feira 90 anos. O ator escocês, que deu vida ao primeiro agente 007, no filme "Dr. No", lançado em 1962, está afastado das luzes de Hollywood há vários anos, mas nunca deixou de ser um dos nomes mais respeitados do setor.

Nascido em Edimburgo, na Escócia, em 1930, Sean Connery passou por muitos ofícios até assegurar o primeiro trabalho como ator. Começou por ser distribuidor de leite na sua terra natal, posou nu para os alunos de Belas-Artes da capital escocesa e até cumpriu serviço militar na Marinha.

O primeiro trabalho de representação só apareceu em 1951, quando participou no musical "South Pacific", mas foi preciso esperar mais de 10 anos até dar vida ao agente secreto James Bond, papel que acabaria por colocar Connery definitivamente no "mapa".

No total, protagonizou sete filmes do agente secreto ao serviço de Sua Majestade, ainda que nunca se tenha apaixonado por este papel, como chegou a confessar, em 1965, numa entrevista à "Playboy".

Nas gravações de "Nunca Mais Digas Nunca", em 1983, Connery partiu um pulso e decidiu afastar-se da representação, acabando por regressar apenas em 1985, para as gravações de "O Nome da Rosa". Mais tarde, em 1988, ganhou o Óscar de Melhor Ator Secundário pela atuação no filme "Os Intocáveis" e em 1999 foi distinguido pela "People Magazine" como o homem mais sexy do mundo.

Casado com Micheline Roquebrune – pintora de origem franco-marroquina – há 45 anos, Connery foi ordenado cavaleiro pela rainha Isabel II em 2000 e passou a chamar-se Sir Sean Connery, antes de se reformar definitivamente dos cinemas – e das luzes da ribalta – em 2006.

Sir Sean Connery James Bond Hollywood Connery Sean Connery Cinema 007 Agente 007
Ver comentários