Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
8

Vem aí novo Barca Velha

Colheita é de 2008 e será apresentado em outubro.
Edgardo Pacheco 16 de Junho de 2016 às 18:36
Barca Velha é considerado o mais emblemático dos tintos portugueses
Barca Velha é considerado o mais emblemático dos tintos portugueses FOTO: DR

Acabaram-se as apostas. O próximo Barca Velha é da colheita de 2008 e será apresentado em outubro. O único mistério que falta desvendar é o preço de cada garrafa: qualquer coisa entre 350 e 400€. É só um palpite.  

O mais emblemático dos tintos portugueses continua hoje, mesmo com o nascimento de milhares de marcas de grande qualidade,  a despertar paixões. Feito apenas em anos de exceção, vem sempre despertar conversas sem fim entre os aficionados da marca. Há quem ache sempre que cada nova colheita é melhor do que a anterior e há quem esmiúce o vinho ao mais ínfimo detalhe, tipo, ‘ok, é muito bom, mas gostei mais dos aromas do 2004’ ou, ‘bom, bom seriam estes aromas, mas com a acidez do 2000’.

De uma forma ou de outra, ninguém fica indiferente a um vinho que é feito com tempo. Ou seja, desde a colheita até ao lançamento no mercado passam sempre 8 anos. É um caso único em Portugal e que a Sogrape faz questão de preservar. Note-se que, em ano de Barca Velha, a empresa facturará sempre um milhão de euros a mais, pelo que a tentação de declarar Barca Velha é sempre aplaudida pela diretor financeiro da empresa.  Mas a realidade é esta: em 64 anos, só 18 colheitas conseguiram chegar ao patamar de Barca Velha.                                     

Barca Velha Portugal economia negócios e finanças questões sociais vinhos agricultura
Ver comentários