Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Vida e morte do pianista solitário (COM FOTOS)

"Tudo o que nós vemos ou parecemos não passa de um sonho dentro de um sonho." A frase de Edgar Allan Poe era um dos lemas de vida do pianista Bernardo Sassetti, que morreu na quinta-feira, aos 41 anos. O funeral de hoje será para família e mais próximos, após o velório de ontem na Basílica da Estrela.

13 de Maio de 2012 às 01:00
Junto a António Victorino d'Almeida na plateia do Pavilhão Atlântico, para assistir ao concerto de Carlos do Carmo com a Count Basie Orchestra
Um dos seus últimos grandes espectáculos foi 'Três Pianos', no Centro Cultural de Belém, ao lado de Mário Laginha e de Pedro Burmester
Foram frequentes as suas colaborações com outros pianistas nacionais. Em Janeiro de 2004 tocou com Mário Laginha no Centro Olga Cadaval
Formou o Bernardo Sassetti Trio com o baterista Alexandre Frazão e o contrabaixista Carlos Barreto
Da colaboração entre os dois músicos nasceu uma grande amizade
Era casado com a actriz Beatriz Batarda, mãe das suas duas filhas, com quem participou em 2011 no Festival de Música de Leiria
Bernardo Sassetti
Começou a estudar música muito novo e a carreira teve início ainda durante a sua adolescência
No lançamento de um disco de Rui Veloso, em 2005
A actuar no Teatro São Luiz em 2007, no aniversário da Assistência Médica Internacional
Carlos do Carmo e Bernardo Sassetti na Gala da Sociedade Portuguesa de Autores
Disco 'Carlos do Carmo & Bernardo Sassetti' foi lançado a 15 de Novembro de 2010
Bernardo da Costa Sassetti Pais nasceu em Lisboa a 24 de Junho de 1970
Junto a António Victorino d'Almeida na plateia do Pavilhão Atlântico, para assistir ao concerto de Carlos do Carmo com a Count Basie Orchestra
Um dos seus últimos grandes espectáculos foi 'Três Pianos', no Centro Cultural de Belém, ao lado de Mário Laginha e de Pedro Burmester
Foram frequentes as suas colaborações com outros pianistas nacionais. Em Janeiro de 2004 tocou com Mário Laginha no Centro Olga Cadaval
Formou o Bernardo Sassetti Trio com o baterista Alexandre Frazão e o contrabaixista Carlos Barreto
Da colaboração entre os dois músicos nasceu uma grande amizade
Era casado com a actriz Beatriz Batarda, mãe das suas duas filhas, com quem participou em 2011 no Festival de Música de Leiria
Bernardo Sassetti
Começou a estudar música muito novo e a carreira teve início ainda durante a sua adolescência
No lançamento de um disco de Rui Veloso, em 2005
A actuar no Teatro São Luiz em 2007, no aniversário da Assistência Médica Internacional
Carlos do Carmo e Bernardo Sassetti na Gala da Sociedade Portuguesa de Autores
Disco 'Carlos do Carmo & Bernardo Sassetti' foi lançado a 15 de Novembro de 2010
Bernardo da Costa Sassetti Pais nasceu em Lisboa a 24 de Junho de 1970
Junto a António Victorino d'Almeida na plateia do Pavilhão Atlântico, para assistir ao concerto de Carlos do Carmo com a Count Basie Orchestra
Um dos seus últimos grandes espectáculos foi 'Três Pianos', no Centro Cultural de Belém, ao lado de Mário Laginha e de Pedro Burmester
Foram frequentes as suas colaborações com outros pianistas nacionais. Em Janeiro de 2004 tocou com Mário Laginha no Centro Olga Cadaval
Formou o Bernardo Sassetti Trio com o baterista Alexandre Frazão e o contrabaixista Carlos Barreto
Da colaboração entre os dois músicos nasceu uma grande amizade
Era casado com a actriz Beatriz Batarda, mãe das suas duas filhas, com quem participou em 2011 no Festival de Música de Leiria
Bernardo Sassetti
Começou a estudar música muito novo e a carreira teve início ainda durante a sua adolescência
No lançamento de um disco de Rui Veloso, em 2005
A actuar no Teatro São Luiz em 2007, no aniversário da Assistência Médica Internacional
Carlos do Carmo e Bernardo Sassetti na Gala da Sociedade Portuguesa de Autores
Disco 'Carlos do Carmo & Bernardo Sassetti' foi lançado a 15 de Novembro de 2010
Bernardo da Costa Sassetti Pais nasceu em Lisboa a 24 de Junho de 1970

"Tudo o que nós vemos ou parecemos não passa de um sonho dentro de um sonho." A frase de Edgar Allan Poe era um dos lemas de vida do pianista Bernardo Sassetti, que morreu na quinta-feira, aos 41 anos. O funeral de hoje será para família e mais próximos, após o velório de ontem na Basílica da Estrela.

Rui Calafate, que o conhecia dos tempos no Liceu Passos Manuel, tal como o jornalista Ricardo Costa ou o político José Eduardo Martins, fala ao CM de uma pessoa "muito especial, muito reservada e muito tímida, com um mundo muito próprio".

Já o músico Pedro Abrunhosa deixou no Facebook uma mensagem de despedida dedicada ao amigo em que o recorda como "um pequeno génio escondido num corpo grande e numa bondade estonteante." E acrescenta: "Pareceu-te um dia bom para nos deixares, Bernardo. O sol apetecia e as fotos, que tanto amavas, chamavam-te para a beira da falésia. Como viveste, também foi no precipício que derradeiramente te apeteceram os imensos dons com que brilhaste."

Casado com a actriz Beatriz Batarda, com duas filhas, de seis e oito anos, nem sempre passavam tanto tempo juntos como gostariam, pois as carreiras forçavam viagens constantes. Apesar dos muitos amigos, Bernardo era um solitário, que gostava de passear sozinho, também para fotografar, uma das suas paixões, depois da música e do cinema. n

BERNARDO SASSETTI MORTE ÓBITO PIANISTA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)