Sub-categorias

Notícia

As mensagens no WhatsApp que tramaram atacantes do Sporting

Agressão aos jogadores na Academia foi combinada em três grupos.
Por Tânia Laranjo|10.07.18

O ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, foi combinado em três grupos de WhatsApp: "Piranhas", "Exército Invencível" e "Academia Amanhã".

Estes 'chats' serviam para exercitar o ódio e trocar mensagens ameaçadoras que culminaram num ataque sem precedentes que a Justiça diz ser um ato terrorista. A 15 de maio, um grupo de 43 pessoas entrou na Academia para agredir a equipa principal do clube de Alvalade. 


As mensagens não deixam dúvidas que o grupo queria agredir os jogadores do Sporting e de que o ataque foi preparado para intimidar os futebolistas. 


Estas constam nos despachos que já foram entregues aos advogados, num processo que levou esta segunda-feira à prisão de mais nove pessoas.


Numa das conversas é claro que sabiam que a equipa principal dos 'leões' estaria a 15 de maio em Alcochete.

Há já 36 atacantes presos. Faltam então sete para perfazer os 43 que as autoridades referem como tento estado na Academia.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!