Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Benfica com sorte e arte empata com a Juventus

Grande livre de Grimaldo e golão de Clemenza embelezam mais um teste positivo.
João Pedro Óca 29 de Julho de 2018 às 01:30
Pizzi
Ferreyra
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penáltis
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penátis
Pizzi
Ferreyra
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penáltis
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penátis
Pizzi
Ferreyra
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penáltis
Juventus (sem Ronaldo) vence Benfica nos penátis

Se Rui Vitória estava com dúvidas em relação ao dono da baliza para a nova época, o jogo com a Juventus pode ter servido para as dissipar. Vlachodimos, com três intervenções de nível, ajudou o Benfica a sair dos EUA sem derrotas (nos 90') e mostrou ao treinador que está pronto para assumir a baliza. Essa foi uma das principais notas a retirar de mais um jogo muito exigente, decidido a favor da Juve nos penáltis (4-2). Os italianos não apresentaram Ronaldo e outros mundialistas, mas testaram o Benfica e a equipa passou no exame.

Já se percebeu que este Benfica procura entrar forte nos jogos, com intensidade, a pressionar alto e a tentar dominar. Conseguiu colocar isso em prática em largos momentos. Excelente exemplo foi o lance em que Gedson recuperou a bola em zona adiantada, mas não conseguiu definir bem na finalização. Faltou ao Benfica melhor definição e mais criatividade no último terço para chegar à vantagem.

Na segunda parte, Rui Vitória apostou num duplo pivô defensivo, com Alfa ao lado de Fejsa, e a equipa pareceu mais desconcentrada. A Juventus cresceu, tornou-se mais perigosa e, aí, apareceu Vlachodimos. Um punhado de defesas de qualidade a segurarem o empate até que Grimaldo deu vantagem às águias no momento mais espetacular do jogo.

O 1-0 é um livre em forma de obra de arte. Tal como o lance do 1-1, apontado por Clemenza, que não deu hipóteses a Vlachodimos, que já tinha visto o cabeceamento de Benatia à trave. O alemão negou ainda o golo da vitória da Juve com mais uma extraordinária defesa. Foi a figura…

Jonas entra na segunda parte e falha penálti
O brasileiro Jonas voltou a não ser opção para entrar no onze titular nem depois quando Ferreyra se lesionou. O avançado falhou mesmo um dos penáltis dos encarnados  (João Félix falhou o outro). 

Benfica responde a Pinto da Costa
"Pinto da Costa ou a tentativa desesperada de desviar as atenções da decadência de uma liderança. Em casa sem rei nem roque só resta atacar quem mais se inveja", respondeu o Benfica nas redes sociais, depois do presidente do FC Porto ter comparado Luís Filipe Vieira a Donald Trump. O líder portista criticou o presidente das  águias por ter dito que ia contratar jogadores do Sporting que rescindiram.

"Comportamento foi muito bom"
Apesar da derrota nos penáltis, Rui Vitória mostrou-se satisfeito com a atuação do Benfica frente à Juventus. "Uma primeira parte da minha equipa muito boa, com o controlo da partida. Depois, uma segunda parte mais equilibrada, com o crescimento da Juventus, que mudou o seu sistema. Foi um jogo a sério e a minha equipa teve um comportamento muito bom."

O treinador dos encarnados falou sobre a prestação da equipa nos Estados Unidos. "Enfrentámos adversários de grande grau de dificuldade, mas tivemos resposta à altura, e isso deixa-me satisfeito", disse.

Rui Vitória fez ainda uma antevisão relativamente ao jogo da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, frente ao Fenerbahçe, no próximo dia 7 de agosto. "Temos uma eliminatória importante e temos, portanto, de acelerar processos. Vamos estar prontos quando chegarem os jogos a valer."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)