Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Carlos Queiroz quer ir ao Mundial de 2022

Solução pode passar por China, Egito ou Marrocos.
Ricardo Tavares 3 de Dezembro de 2020 às 08:48
Carlos Queiroz
Carlos Queiroz FOTO: Juan Mabomata
Carlos Queiroz deixou esta quarta-feira o cargo de selecionador da Colômbia, mas mantém o objetivo de ir ao Mundial de 2022, confirmou ao CM fonte próxima do treinador português.

A Colômbia ficou sem hipóteses de lutar pela qualificação para o Qatar, mas Queiroz mantém acesa a esperança de ir ao Mundial. O português qualificou África do Sul (2002), Portugal (2010) e Irão (2014 e 2018) e quer levar pela quinta vez uma seleção à prova. Walter Winterbottom conduziu a Inglaterra aos Mundiais de 1950, 1954, 1958 e 1962, e Óscar Tabárez conseguiu idêntica proeza nos Campeonatos do Mundo de 1990, 2010, 2014 e 2018, sempre ao serviço do Uruguai, e está, ainda, na corrida para o Qatar, precisamente dirigindo a equipa ‘celeste’.

China, Egito e Marrocos reúnem hipóteses de se apurar para o Mundial de 2022 e, apesar de em nenhuma delas ter havido chicotadas psicológicas, de acordo com a nossa fonte, podem, muito bem, ser “uma solução para o futuro de Carlos Queiroz”. O bicampeão do Mundo de sub-20, por Portugal, em 1989 e 1991, aos 67 anos não está muito virado para a possibilidade de voltar a treinar no dia a dia, mas, ainda de acordo com a mesma fonte, nesta altura, a regressar ao trabalho num clube “só poderia ser no Brasil” e num emblema com peso e estabilidade. Mas a meta, insiste a nossa fonte, é chegar à quinta qualificação.

Queiroz tinha contrato até junho de 2022 com a federação colombiana, mas a goleada (6-1) imposta pelo Equador aos ‘cafeteros’ fez estalar o ‘chicote’. A rescisão deverá render-lhe perto de dois milhões de euros.
Qatar Carlos Queiroz Portugal Colômbia desporto eventos desportivos campeonato do mundo futebol
Ver comentários