Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Defesa do piloto do helicóptero que levava Kobe Bryant acusa passageiros pelo acidente fatal

Representantes de Ara George Zobayan alegam que os danos do acidente "foram diretamente causados por negligência das partes queixosas".
Record 12 de Maio de 2020 às 01:10

No passado dia 26 de janeiro de 2020, Kobe Bryant e a filha Gianna faleceram num acidente de helicóptero em Calabasas, na Califórnia. No total foram cinco as vítimas mortais - o número total de pessoas que seguiam a bordo da aeronave.

Esta segunda-feira, a 'TMZ' avança que representantes da defesa do piloto que levava o antigo basquetebolista norte-americano responderam ao processo de Vanessa Bryant, esposa da antiga estrela da NBA, contra o seu cliente e a empresa de helicópteros Island Express, onde alegam que a aeronave nunca deveria ter sido usada nas condições climatéricas que marcaram o dia do acidente.

"Quaisquer ferimentos ou danos causados às partes queixosas e/ou falecidos foram diretamente causados em parte ou completamente pela negligência ou culpa das partes queixosas e/ou dos seus falecidos", afirmaram, declarando que o réu - o piloto - "não carrega qualquer responsabilidade" pelo acidente.

Relembre-se ainda que Vanessa Bryant decidiu agir judicialmente contra os agentes da Polícia de Los Angeles, que terão divulgado imagens do acidente que vitimou o marido.

Kobe Vanessa Bryant Califórnia Gianna Calabasas acidentes e desastres acidentes de transporte acidente aéreo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)