Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Diretor do Arouca diz que árbitro insultou jogadores durante jogo com Vitória de Guimarães B

"O árbitro passou o jogo todo a insultar os jogadores. Este jogo tem de ser analisado", disse Joel Pinho.
22 de Dezembro de 2018 às 19:43
Joel Pinho
Joel Pinho
Joel Pinho
Joel Pinho
Joel Pinho
Joel Pinho
O diretor desportivo do Arouca, Joel Pinho, disse este sábado que o árbitro Iancu Vasilica insultou os futebolistas da sua equipa durante a partida com o Vitória de Guimarães B, dizendo que o juiz "não foi sério".

"É de lamentar o que se passou hoje. Já temos sido prejudicados noutros jogos, mas hoje foi a gota de água. Não sei se há alguma coisa contra nós, por sermos do interior. O que se viu hoje foi um trabalho que não foi sério. O árbitro passou o jogo todo a insultar os jogadores. Este jogo tem de ser analisado", disse.

Após o encontro da 13.ª jornada da II Liga, o dirigente considerou que "tem de haver seriedade e a verdade tem de ser reposta".

"É mais fácil dizerem-nos se querem que nós acabemos e nós abandonamos. Começamos a fazer um desinvestimento, a jogar com jogadores da formação e assim até a uma lenta extinção do clube. Vimos as imagens e tenho a plena certeza quando digo que há dois penáltis por assinalar a nosso favor e um golo anulado. Tudo isto que aconteceu tem de se tornar público. Foi uma vergonha", afirmou Joel Pinho, que foi expulso no decorrer do jogo.

No final do encontro, o treinador do Arouca, Quim Machado, dirigiu-se ao árbitro e considerou ter havido provocação por parte de Iancu Vasilica.

"Foram dados quatro minutos de compensação e eu só lhe disse que achei que era pouco tempo. Ele perguntou se eu o estava a chamar ladrão. Como é óbvio não o chamei, mas ele provocou-me. Tenho muitos anos de futebol. Nunca tive uma situação destas. Ele tem a profissão dele e eu a minha. Ajo e agirei sempre com educação", referiu.
II Liga Arouca diretor juiz Joel Pinho Iancu Vasilica Vitória de Guimarães B Quim Machado desporto futebol
Ver comentários