Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Diretor do Flamengo despedido por email, adeptos descontentes e sede vandalizada

Cenário que espera Jesus quando regressar ao Brasil é problemático.
Record 7 de Janeiro de 2020 às 18:52
Quando voltar ao Brasil, Jorge Jesus vai encontrar um ambiente no Flamengo bem diferente daquele que era vivido na altura da conquista do Brasileirão e da Taça Libertadores. Um diretor foi despedido por e-mail, os adeptos ficaram descontentes e vandalizaram a sede para pedir a demissão de um dirigente.

O clima de tensão começou quando Paulo Pelaipe, diretor para o futebol que já preparava a temporada com Jesus, recebeu a carta de despedimento por e-mail. Pelaipe estava em final de contrato, mas já planeava a época com o treinador português, pelo que a decisão surgiu de forma algo inesperada.

Os adeptos não gostaram, mostraram o descontentamento nas redes sociais e um grupo acabou mesmo por vandalizar a sede do clube, pedindo a saída de Luiz Eduardo Batista, vice-presidente que terá sido um dos impulsionadores da saída do diretor de futebol.

Segundo o 'Globoesporte', a direção do Mengão, liderada por Rodolfo Landim, alega na carta de despedimento que Pelaipe terá sido o responsável por fugas de informação sobre a atribuição de prémios ao plantel relativo à conquista da Libertadores. O pagamento foi adiado devido a uma falta de entendimento entre jogadores e direção, sendo que a notícia chegou à imprensa durante o Mundial de Clubes.

Tendo em conta que Pelaipe foi um dos responsáveis pela chegada de Jesus, existindo uma boa relação entre os dois, o 'Globoesporte' lembra que os adeptos estão na expectativa para ver como será a reação do treinador. O português regressa ao Brasil a 18 de janeiro.
futebol desporto Libertadores Globoesporte Brasil Flamengo Paulo Pelaipe
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)