Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Dragão firme na frente

Triunfo após o desaire na Taça da Liga consolida posição dos dragões no topo.
Mário Figueiredo 31 de Janeiro de 2019 às 01:30
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Jogo entre o FC Porto e o Belenenses para a Liga
Foi um FC Porto sem traumas, após ter perdido a Taça da Liga para o Sporting, aquele que esta quarta-feira venceu o Belenenses e consolidou a liderança da Liga, estando agora cinco pontos à frente do Benfica, seis do Sp. Braga e 10 dos leões. Com uma exibição segura, a equipa de Sérgio Conceição dominou quase sempre.

O Belenenses pagou com os três pontos a ousadia de querer jogar de olhos nos olhos com o FC Porto no Dragão. Uma bola recuperada por Corona resultou no golo de Brahimi (5’), que deu a vantagem aos anfitriões.

A equipa de Silas caiu, mas caiu com brio. Licá ainda rematou às malhas laterais, após ser isolado por Henrique. Mas foram os dragões que ampliaram a vantagem, num cabeceamento de Militão (29’), que voltou a jogar adaptado a defesa-lateral direito.

Na etapa complementar, os dragões acusaram um pouco de cansaço da final da Taça da Liga e foram-se encolhendo. É certo que o relvado, massacrado pela chuva, dificultou a tarefa dos jogadores. Mas Sérgio Conceição ficou desagradado com a baixa de rendimento, mexeu na equipa e até promoveu a estreia do reforço Manafá.
O Belenenses manteve uma postura positiva, com boas jogadas, mas sem capacidade de finalização.

Marega ainda falhou um golo quando seguia isolado e Óliver viu Muriel estragar-lhe a festa do golo.

O FC Porto acabaria por chegar ao 3-0 através de um cabeceamento de Soares, num cruzamento de Óliver. Os dragões regressaram às vitórias e mostraram que a derrota nos penáltis com o Sporting a meio da semana já faz parte do passado.

"Era preciso dar uma resposta positiva"
"Este era um jogo muito importante, depois do que aconteceu nesta semana com a final da Taça da Liga. Era preciso dar uma resposta positiva e conseguimos. Andámos sempre à procura do golo e nunca tirámos o pé do acelerador", disse Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, depois da vitória no Estádio do Dragão.

O técnico abordou ainda a fase da equipa no campeonato. "Não vi ninguém mais forte do que nós depois da derrota na Luz. Temos uma grande equipa e a prova disso é o que temos feito na Liga dos Campeões com adversários fortes. Temos tudo para fazer uma época de sucesso."

Brasileiros observados no Dragão
Os defesas Éder Militão, Felipe e Alex Telles foram esta quarta-feira observados por Cleber Xavier um dos adjuntos de Tite na seleção do Brasil. Do trio canarinho que foi titular no jogo com o Belenenses apenas o lateral-esquerdo não conta com nenhuma internacionalização. Felipe e Militão contam com um jogo pelo escrete.

Silas foi expulso por protestos
Silas recebeu ordem de expulsão do banco de suplentes aos 55 minutos, por protestos. O treinador do Belenenses contestou uma decisão do árbitro Luís Godinho e viu o resto da segunda parte na bancada.

ANÁLISE
Recorde Soares
O avançado brasileiro já está a fazer a sua melhor época no FC Porto, ao apontar 13 golos. Na Liga soma nove em 14 jogos e é o melhor marcador da equipa, embora esteja a quatro golos do líder deste ranking, que é o bracarense Dyego Sousa.

Apagão de Marega
Com sete golos na Liga, Marega tem vindo a baixar de rendimento. Está a cumprir um jejum de golos há cinco jogos na Liga. Esta quarta-feira, foi isolado por Soares e na cara de Muriel hesitou, permitindo a defesa do guarda-redes. Muito apagado.

Arbitragem segura
Arbitragem segura e sem casos de Luís Godinho. Mostrou um critério largo na amostragem dos cartões amarelos, mas esteve bem, após consultar o vídeo-árbitro, a expulsar Gonçalo Silva que travou Fernando Andrade quando estes seguia isolado.
Ver comentários