Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Dragões vingam saída da Liga dos Campeões

O momento crítico do FC Porto foi substancialmente aliviado com a vitória (2-1) e a exibição dominadora em Aveiro, mas a equipa de Vítor Pereira não se livrou de calafrios antes do intervalo, por causa dos reflexos de Rui Rego e da pontaria do chinês Zhang. Hulk voltou a ser herói para os portistas, com um golo e uma assistência.
11 de Dezembro de 2011 às 01:00
Hulk acaba de marcar o golo da vitória do FC Porto e é felicitado por James Rodríguez
Hulk acaba de marcar o golo da vitória do FC Porto e é felicitado por James Rodríguez FOTO: Paulo Novais/Lusa

O triunfo isola provisoriamente os dragões (30 pontos), um dia antes da deslocação do Benfica à Madeira. Também assinala as pazes da equipa com os seus adeptos, que aplaudiram de pé os jogadores durante o segundo tempo, a fase mais inspirada do FC Porto.

Junto ao banco, Vítor Pereira apanhou um susto de morte quando Zhang acertou de cabeça na baliza, após um livre de Cristiano. O avançado conseguiu saltar mais do que os centrais do FC Porto e deixou os aveirenses em vantagem durante seis minutos.

Antes, os dragões tinham acumulado momentos de grande pressão, mas inconsequente, porque Rui Rego estava no sítio certo, negando remates com selo de golo a Belluschi e a James. O FC Porto mandava, mas não conseguia anular um adversário humilde e concentrado, com Hugo a varrer tudo.

Só a partir do golo de James é que o jogo dos dragões fluiu sem defeitos. O mérito foi todo de Hulk, que assistiu o extremo colombiano e, no segundo tempo, conseguiu atordoar toda a defesa aveirense, apesar de ter jogado fixo na frente. A recompensa do ‘Incrível’ foi o golo da vitória, após um passe de Álvaro Pereira. n

HULK PÕE FIM ÀS INCERTEZAS

HULK – Viu-se ‘só’ no 1.º tempo na assistência para o golo de James. Ameaçou aos 52’ e fez a cambalhota no marcador num remate colocado.

Helton – Sem culpas no golo aveirense. Boa defesa a remate de Douglas, no 2º tempo.

Maicon – A adaptação ao lado direito da defesa portista prossegue lenta. Divide com Rolando as culpas no golo de Zhang. Um pequeno deslize nos descontos quase permitia o empate dos aveirenses.

Rolando – Exibição do internacional português ficou marcada pela falha de marcação no golo do Beira-Mar.

Otamendi – Quase sempre bem na antecipação, esteve infeliz no capítulo do passe.

Álvaro Pereira – Um dos melhores. Foi mais extremo do que lateral esquerdo. Assistiu Hulk para o 2-1.

Fernando – Homem do trabalho invisível. Subiu de rendimento após o descanso.

João Moutinho – Começou a partida a todo o gás, mas foi perdendo fulgor com o decorrer dos minutos.

Belluschi – O mais rematador dos dragões (7). Só criou real perigo no primeiro tempo, num remate potente para grande defesa de Rui Rego.

Djalma – Primeiro no flanco esquerdo, depois no direito, nunca conseguiu superiorizar-se aos defesas contrários.

James – Andou perdido quase metade do primeiro tempo. Surgiu pela primeira vez num remate em arco (25’), depois esteve imparável no tiro colocado que deu o empate.

Souza – Entrou para dar consistência ao meio-campo portista.

Varela – Sem tempo, nem bola.

Iturbe – Estreia na Liga.

"FOMOS UMA EQUIPA DE CARÁCTER"

Vítor Pereira mostrou-se satisfeito com o triunfo portista, mas disse que "o resultado podia ter sido mais dilatado". "Voltámos a fazer um belíssimo jogo. Quero dedicar a vitória aos nossos adeptos, que bem merecem. Depois da eliminação da Liga dos Campeões, frente ao Zenit, aplaudiram-nos de pé. Somos uma equipa de carácter", frisou. Instado a explicar a ausência de Kléber, foi taxativo: "Estivemos na máxima força. O Kléber conta, mas optei pelo Walter."

"ESTAMOS ORGULHOSOS"

"Temos de estar orgulhosos do nosso trabalho, porque sabíamos que íamos apanhar o FC Porto na melhor fase da época. Fizemos um bom jogo", disse o treinador Rui Bento, desvalorizando o facto de ter interrompido uma série de duas vitórias. "Nos descontos, estivemos perto de empatar", acrescentou.

FICHA DE JOGO

LIGA - 12.ª Jornada - 10/12/2011

Estádio Municipal de Aveiro - Assistência: 4625

BEIRA-MAR: Rui Rego, Pedro Moreira, Yohan Tavares, Hugo, Bura, Joãozinho, Nuno Coelho, Nildo, Artur, Élio, Zhang, Cristiano, Douglas, Balboa

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS

Paes, Ricardo Dias, Serginho e Dudu

TREINADOR: RUI BENTO

FC PORTO: Helton, Maicon, Rolando, Otamendi, Álvaro Pereira, Fernando, Moutinho, Belluschi, Varela, Djalma, Souza, James, Hulk, Iturbe

SUPLENTES NÃO UTILIZADOS

Bracali, Alex Sandro, Mangala e Walter

TREINADOR: VÍTOR PEREIRA

Golos: 1-0 Zhang (34’), 1-1 James (40’), 1-2 Hulk (59’)

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

Disciplina: amarelos: Pedro Moreira (11’), Hulk (35’), Zhang (41’), Balboa (68’), Moutinho (68’), Cristiano (78’), Maicon (89’).

Figura do jogo: Hulk, avançado, 25 anos

FC PORTO BEIRA-MAR LIGA HULK
Ver comentários