Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Empresa que transportou votos nas eleições do Benfica pertence ao segurança dos encarnados

No dia das eleições, circularam imagens das urnas a serem transportadas em carros descaracterizados, aparentemente sem condições de segurança.
19 de Novembro de 2020 às 21:56
Mais de 3.200 sócios tinham votado até às 12 horas  nas eleições para os órgãos sociais do Benfica
Mais de 3.200 sócios tinham votado até às 12 horas nas eleições para os órgãos sociais do Benfica FOTO: d.r.

São novos dados sobre a polémica dos votos físicos nas eleições do Benfica. O CM sabe que a empresa que transportou os votos pertence a Paulo Magalhães. Trata-se de um elemento de segurança próximo da equipa de futebol do Benfica. A empresa chama-se 'PM, Proteção Mundial'. Foi esta a empresa responsável pelo transporte dos votos em urna.

Recorde-se que, logo no dia das eleições, circularam imagens das urnas a serem transportadas em carros descaracterizados, aparentemente sem condições de segurança. O CM questionou, no próprio dia, Virgílio Duque Vieira, presidente da mesa da assembleia geral que conduziu o ato eleitoral. O então dirigente do clube da Luz garantiu que a empresa que estava a tratar dos votos em urna era uma das mais conceituadas do país. Assegurou ainda que os votos estavam selados e iam ser guardados num armazém durante seis meses.

O CM contactou o Benfica mas por enquanto o clube não quis reagir.  

Ver comentários