Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Fernando Santos mostra-se irritado: "Não sei como é que se consegue pôr Cristiano Ronaldo em causa"

Selecionador nacional garante capitão "motivadíssimo".
13 de Novembro de 2019 às 14:08
Fernando Santos
Fernando Santos FOTO: Reuters
Fernando Santos garante que Cristiano Ronaldo está "motivadíssimo" para jogar pela Seleção Nacional a dupla jornada frente à Lituânia (amanhã, 19H45) e ao Luxemburgo (domingo, 14 horas), deixando para trás o "ruído" que chega de Itália.

"O que vem de Itália não sei, esse ruído que vem de Itália aqui não chega, nem a mim nem à equipa nem ao Ronaldo não chega nada. Ele está motivadíssimo para jogar como sempre esteve. É um fantástico profissional. Toda a gente o conhece, não sei como é que ainda se consegue pôr em causa Cristiano Ronaldo", afirmou à Sport TV antes do arranque da conferência de imprensa.

E prosseguiu com o tema, já na conferência de imprensa, sublinhando que a situação de CR7 não é de todo uma "questão incontornável".

"Para mim não tem nada de incontornável. Toda a gente gosta de falar dele e de dar palpites. Há milhões de jogadores por aí fora e só acontece com ele ou com mais dois ou 3. Ele está bem, vai jogar, e é o que interessa", disse ponto fim ao assunto logo de seguida quando questionado (novamente) sobre o capitão: "Não falo mais de Cristiano", rematou.

Antevisão ao jogo com a Lituânia: "Não existem jogos fáceis ou difíceis. Portugal é favorito nos dois jogos, pela qualidade dos seus jogadores e o favoritismo tem de se demonstrar dentro de campo. Acredito que vamos fazer dois bons jogos e vencer. O adversário de amanhã, como todos os que sempre jogam contra Portugal, tem uma motivação extra o que é normal, e espero uma equipa semelhante à que apresnetaram lá [na Lituânia]. Se estivermos ao nível do que fizemos em 80% do jogo lá, vamos vencer. Depois pensaremos no Luxemburgo. Vamos estar no Euro'2020 e temos de ganhar estes jogos".

Estratégia montada para o jogo: "É a mesma da do jogo de lá. Tivemos algumas dificuldades a partir dos 20 minutos e permitimos contra-ataques. Saíram algumas vezes e gerou algum desconforto. Quando acertámos totalmente o jogo tornou-se mais fácil. Queremos aproveitar as qualidades dos jogadores portugueses, ganhar os duelos individuais. Com mais ou menos dificuldade, Portugal vai ganhar".

Do apuramento quase garantido aos avançados convocados: "André Silva esteve connosco, o Éder esteve connosco... só o Paciência é que não esteve aqui. Não há alteração ao que tem sido normal para Portugal. Portugal ganhou o Europeu com dois avançados".

Pressão do público em estádio cheio: A pressão é positiva por termos o estádio cheio. É sempre bom para os jogadores sentirem o apoio do público".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)