Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Liderança valoriza plantel do Sporting em 36,7 milhões de euros

Leões são a 10ª equipa nas principais ligas com maior subida.
João Moniz 25 de Fevereiro de 2021 às 08:04
Nuno Mendes e Pedro Gonçalves (da esq. para a dir.) são os jogadores do Sporting com maior valor de mercado
Nuno Mendes e Pedro Gonçalves (da esq. para a dir.) são os jogadores do Sporting com maior valor de mercado FOTO: Filipe Farinha
O plantel do Sporting valorizou 36,7 milhões de euros (29%) no espaço de um ano devido aos resultados na Liga. A consultora KPMG estima que a cotação da equipa leonina passou de 126,3 M € em fevereiro de 2020 para 163 M € este mês.

Os leões são dos poucos clubes que viram o seu valor de mercado subir, apesar da crise provocada pela Covid-19, que ditou uma quebra de 10,1% na avaliação dos 100 principais futebolistas do Mundo. Esta exceção deve-se à liderança isolada dos leões no campeonato, com dez pontos de vantagem para o FC Porto e ainda sem derrotas. Num total de 12 ligas (as dez principais europeias, a brasileira e a argentina), o Sporting é a 10ª equipa com a maior valorização. O ranking é liderado pelo Leeds United, que subiu à I Liga inglesa (vale mais 130,4 M €, num total de 240,9 M €).

Pedro Gonçalves (21,9 M €) e Nuno Mendes (18,5 M €) são as joias da coroa do Sporting, com um aumento da sua cotação de 12,1 M € e 10,3 M €, respetivamente. Mas o médio e o defesa-esquerdo são só o 6º e o 10º jogadores da Liga mais valiosos.

Segundo o relatório preliminar da KPMG a que o CM teve acesso, Everton, do Benfica, lidera a lista em Portugal (31,5 M €). Corona, do FC Porto, surge em 2º (29,7 M €), seguido de mais três águias: Rafa (28,5 M €), Grimaldo (22,5 M €) e Darwin (22 M €). O portista Felipe Anderson é 7º (20,1 M €) e mais dois encarnados completam o leque: Pedrinho (20,1 M €) e Waldschmidt (19,8 M €).

Sporting pretende arrastar o caso Palhinha nos tribunais
O Sporting acredita que, até ao fim da época, Palhinha não cumprirá o jogo de suspensão por ter visto o 5º amarelo na Liga, no jogo do Bessa (2-0). Ao que o CM apurou, mesmo que o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) decida contra o jogador no recurso que este apresentou - o que dificilmente ocorrerá antes de meados de março -, o médio vai recorrer para o Tribunal Central Administrativo Sul e, depois, para o Supremo Tribunal Administrativo. Contudo, o sucesso da estratégia depende desses tribunais civis determinarem que o recurso tem efeito suspensivo.
Sporting FC Porto Liga KPMG desporto futebol