Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Luís Filipe Vieira: "A esta fase menos boa seguir-se-á um trajeto que acabará por duas vezes no Marquês"

Presidente das águias diz confiar em dupla festa no Marquês no final da temporada.
Correio da Manhã 17 de Fevereiro de 2020 às 20:36
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira FOTO: Direitos Reservados

Foi com uma mensagem de otimismo voltada essencialmente para a equipa de futebol que Luís Filipe Vieira abriu a cerimónia de entrega dos prémios Cosme Damião, que esta segunda-feira serviu para distinguir os melhores do ano no Benfica.

No seu longo discurso, o presidente do Benfica enalteceu o crescimento do clube no seu todo e, voltando-se para as últimas semanas do futebol, deixou a garantia de que a "determinação continua intocável" no seu da águia, independentemente do "muito ruído que façam os pessimistas do costume". Vieira vai mais longe e prevê que esta "fase menos boa" irá ser antecedida de momentos de glória, com passagem "por duas vezes, no Marquês de Pombal". 



Leia o discurso na íntegra:

"Benfiquistas,

Os Galardões Cosme Damião representam o reconhecimento e tributo que o Sport Lisboa e Benfica presta anualmente àqueles que mais se distinguem e mais contribuem para honrar e engrandecer o nome do nosso clube.

A vossa presença aqui, hoje, tem um significado. É prova de que de alguma forma, cada um de vós contribuiu para valorizar a história do Benfica. Para engrandecer a mística benfiquista.

E nessa história, na nossa história, prestar tributo a quem se distingue, pelos seus resultados, pelo seu trabalho, é algo natural, que está e estará sempre presente.

Porque são esses os nossos valores. Os valores do nosso fundador Cosme Damião. Os valores de que falava o nosso saudoso Velho Capitão Mário Wilson, na gala dos 108 anos. Dizia ele que "por muitos desgostos que possamos ter, valores mais altos se levantam. E o valor mais alto que se levanta chama-se Benfica".

Ano após ano, torna-se mais difícil fechar o leque dos nomeados, para cada uma das categorias.

Porque ano após ano, nas mais diferentes áreas e desportos, o clube alcança melhores resultados.

Seja no plano desportivo, seja no plano financeiro e patrimonial.

Mas também na formação, onde cada vez mais jovens formados cá, com identidade à Benfica, chegam às equipas seniores, provando ser este o caminho.

A formação é hoje uma marca cujo sucesso vai muito para além das nossas fronteiras.

E que dizer da aposta no desporto feminino, cujo êxito crescente encontra eco nos nomeados deste ano.

Do futebol às modalidades e aos desportos individuais, as senhoras têm vindo a conquistar, e bem, o seu espaço na história do clube.

E se é difícil escolher os nomeados, mais difícil ainda será escolher os vencedores. Porque chegando aqui todos mereciam alcançar aquela condição.

Mas, se formalmente vencerá apenas um de cada categoria, para mim são todos vencedores. Porque todos contribuíram e contribuem para a nossa grandeza.

A grandeza de que falava Saviola quando afirmou ser um "privilegiado por ter vestido as camisolas do Barcelona, Real Madrid e Benfica, três grandes da Europa" mas que, pelos seus adeptos, pela sua dimensão, o Benfica foi o que mais o surpreendeu".

"Não esperava que fosse tão grande", dizia ele. E de facto, somos mesmo grandes.

Vejam-se os relatórios e estudos, que inúmeras entidades europeias têm produzido, nos quais o Benfica é praticamente o único clube, fora das cinco principais ligas, que se posiciona entre os maiores clubes europeus, numa série de indicadores de excelência.

Que melhor testemunho podemos ambicionar que aquele que outros, cuja credibilidade é incontestável, dão de nós?

Acredito que estamos no caminho correto e dele não nos desviaremos. Não nos desviaremos mesmo.

Veja-se o exemplo do futebol. Seis pontos perdidos nos últimos dois jogos. Uma diferença de sete pontos que se transformou em apenas um. Não é isso que nos fará mudar.

Por muito ruído que façam os pessimistas do costume, os especialistas em dizer mal e, sobretudo, aqueles que esperam que tudo corra mal para poderem falar, a nossa determinação continua intocável.

Mantemos a liderança da Liga e estamos cientes que todos os caminhos se fazem de altos e baixos. Acredito que a esta fase menos boa, seguir-se-á um trajeto que culminará, por duas vezes, no Marquês de Pombal.

Não entrámos em euforias antes, nem entramos em depressão agora. Nada estava ganho, nada está perdido.

É importante continuarmos juntos. Unir esforços. Continuar a apoiar jogadores e equipa técnica para superar as dificuldades que surgirem. Com determinação e querer.

É esta a nossa fibra. É este o nosso ADN.

Nunca desistir. Nunca baixar os braços. Nunca vergar. Para no fim, vencer.

Foi sempre nos momentos mais difíceis que nos tornámos mais fortes. Queremos ganhar. E merecemos ser felizes. Juntos.

Vocês são o exemplo disso mesmo. Todos vós e todos aqueles que, de igual forma, construíram a história dos nossos 116 anos. E por isso o nosso muito obrigado.

Parabéns a todos os nomeados deste ano.

Viva o Sport lisboa e Benfica.

Luís Filipe Vieira Marquês Cosme Damião Sport Lisboa e Benfica desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)