Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica

Plantel e presidente do Benfica homenagearam ex-capitão na Luz.
25 de Setembro de 2018 às 11:54
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida do plantel do Benfica
Luisão termina carreira de futebolista com cerimónia no Estádio da Luz
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida do plantel do Benfica
Luisão termina carreira de futebolista com cerimónia no Estádio da Luz
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida ao plantel do Benfica
Luisão emocionado na despedida do plantel do Benfica
Luisão termina carreira de futebolista com cerimónia no Estádio da Luz

O internacional brasileiro Luisão terminou, esta terça-feira, a carreira de futebolista com uma cerimónia no relvado do Estádio da Luz, em Lisboa, que teve início às 19 horas. 

Luisão, de 37 anos, chegou ao emblema das 'águias' em 2003/04, proveniente do Cruzeiro, e tornou-se no jogador com mais títulos conquistados com a camisola do Benfica, com seis campeonatos, três Taças de Portugal, quatro Supertaças Cândido Oliveira e sete Taças de Liga.

Ao minuto: 

19h38 - Luisão emocionado na despedida aos colegas do plantel do Benfica. Os colegas de equipa, treinadores e dirigentes abraçam-no, de forma emotiva, no palanque.

19h29 - "O que fez antecipar o final? A minha história foi escrita durante 520 jogos e 32 anos de futebol. Foi isso. A minha história foi escrita durante tanto tempo que cheguei à conclusão que era a hora e que posso dar o contributo fora de campo para a reconquista", acrescentou o ex-capitão do Benfica.




19h18 -
Agora é a vez de Luisão se despedir. "Pressão sentimos quando temos 65 mil pessoas a empurrar mas hoje, quando entrei com a minha família por aquela porta, vi a bancada vazia e entendi o que é pressão. Não sei qual é o meu sentimento agora mas sei que amanhã não vou ter nada disso. Vou acordar e não vou tomar o pequeno-almoço com os companheiros. É como se fosse o primeiro dia da minha vida. Amanhã começo uma nova carreira. Agradeço a Deus, a todos sem exceção, até aos meus rivais, que me fizeram crescer em campo. Orgulho-me de tudo o que Deus me deu na vida", referiu o ex-capitão emocionado. 

"Devo quase tudo ao presidente Vieira, devo quase tudo ao Benfica, à minha esposa e filhas. Que três mulheres fortes que tenho em casa. São quem me cobra no dia a dia. Correspondi a tudo o que me deram em campo e faço de tudo para defender este clube, com garra e dedicação por onde levar o nome do Benfica. Foi assim no passado e será no futuro. Vejo apenas 'obrigado capitão' mas chegou a hora de dizer 'obrigado Benfica'", acrescentou.

Luisão elegeu o melhor momento no Benfica: "Há dois: o golo ao Sporting que nos deu o título, que hoje ainda cria alguma polémica, sabendo se foi falta. Pelas minhas filhas, não foi! E quando parti o braço. Confesso que ouvia muitas dúvidas e achei que a minha carreira tinha morrido mas a minha família é forte e houve pessoas que apostaram em mim. Renasci quando fomos tetracampeões".

E o pior momento: "É difícil em 15 anos escolher um pior momento. Foi quando no campo não se percebeu o apoio da bancada e lutei pelos meus companheiros pelo apoio de fora. Houve jogos em que tentei defender os meus colegas. Acredito que o adepto tenha ficado chateado mas depois tudo voltou ao normal. Vivi dias tristes quando a equipa tomou postura contra o adepto".

19h15 - Luís Filipe Vieira discursa e homenageia o ex-capitão do Benfica. "É um dia muito especial. Recordo com nostalgia o dia em que no velhinho Estádio da Luz conheci um rapaz franzino no corpo mas um grande homem. Agota olho para um profissional feliz que se despede com orgulho", referiu o presidente das 'águias'.

"Se há 15 anos te dei as boas-vindas, agora digo-te muito obrigado! É o jogador com mais títulos do clube. Hoje não é o fim mas o princípio de uma nova etapa que vais cumprir com determinação. Tens o símbolo não na camisola mas no coração. És o meu companheiro de viagem. A tua e a minha estão longe de terminar", acrescentou.


19h12 - Nos ecrãs passam imagens dos melhores lances de Luisão em 15 anos de Benfica.




19h01 - Plantel do Benfica sobe ao relvado da Luz, assim como a equipa técnica.

18h55 - Refira-se que esta cerimónia não terá público. Apenas jornalistas e a equipa.

18h53 - Para além da camisola 4 gigante, no relvado estão ainda os 20 troféus conquistados por Luisão no Benfica.




Relação Benfica-Luisão durou dezasseis épocas
O defesa brasileiro Luisão despede-se esta terça-feira dos relvados como o futebolista com mais títulos conquistados com a camisola do Benfica, clube ao qual chegou na época 2003/04 e no qual deve manter-se como diretor para as relações internacionais.

Aos 37 anos, Luisão antecipou o final do contrato de um ano, assinado na última pré-época, depois de ainda não ter sido utilizado por Rui Vitória e de não figurar na lista de inscritos para a Liga dos Campeões.

Luisão, que chegou ao Benfica pouco antes de Luís Filipe Vieira ser eleito para o primeiro mandato, abandona a competição com 20 troféus conquistados pelos 'encarnados' e com o 'título' de estrangeiro com mais jogos disputados de águia ao peito (538) e o segundo absoluto, só ultrapassado por Nené (578).

O brasileiro, que fez o último jogo oficial em 13 de maio, na última jornada da I Liga frente ao Moreirense (1-0), conquistou seis campeonatos, três Taças de Portugal, quatro Supertaças Cândido Oliveira e sete Taças de Liga.

Lançado pelo espanhol José António Camacho, o brasileiro, que soma 44 internacionalizações com a camisola da 'canarinha', conheceu mais cinco treinadores no Benfica: Ronald Koeman, Fernando Santos, Quique Flores, Jorge Jesus e Rui Vitória.

A cumprir a sua 16.ª época na Luz, Luisão passa do relvado para um gabinete, com um total de 47 golos marcados, o primeiro dos quais no jogo de estreia na I Liga no empate 3-3 com o Belenenses em setembro de 2003.

Um dos golos mais emblemáticos da carreira de Luisão no Benfica foi o apontado em 14 de maio de 2005, na Luz, frente ao Sporting, que garantiu a vitória 'encarnada' e foi decisivo para a conquista do título de campeão português, que escapava ao Benfica desde 1993/94.

Anderson Luis da Silva, Luisão, nasceu em Amparo, no Brasil, começou a carreira em 1999, no Juventus de São Paulo, passando depois pelo Cruzeiro.

Durante quatro épocas ao serviço do clube de Minas Gerais conquistou o campeonato mineiro e o Brasileirão, em 2003, a Taça do Brasil (2000), a Taça Sul-Minas (2001 e 2002) e o supercampeonato mineiro (2002).

Pela seleção brasileira, disputou 44 jogos e marcou três golos, um dos quais na final da Copa América de 2004, frente à Argentina, no encontro que lhe deu o primeiro troféu conseguido ao serviço da 'canarinha', antes dos triunfos na Taça das Confederações, em 2005 e 2009.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)