Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Mês de maio como meta para o regresso aos estádios

Clubes querem reabrir bancadas nas últimas cinco rondas da Liga.
João Moniz 4 de Março de 2021 às 08:45
Clubes alimentam a esperança de ter adeptos nas bancadas esta época
João Paulo Rebelo defende público nos  espetáculos desportivos, se houver “condições de total  responsabilidade”
Clubes alimentam a esperança de ter adeptos nas bancadas esta época
João Paulo Rebelo defende público nos  espetáculos desportivos, se houver “condições de total  responsabilidade”
Clubes alimentam a esperança de ter adeptos nas bancadas esta época
João Paulo Rebelo defende público nos  espetáculos desportivos, se houver “condições de total  responsabilidade”
Os clubes alimentam a esperança de terem algum público nos estádios nas últimas cinco jornadas da Liga, apurou o CM. A expectativa é que no mês de maio, já numa fase mais adiantada do desconfinamento, se possa ocupar parte das bancadas, nem que seja a área dos camarotes, que é a principal fonte de receita.

Há meses que as equipas profissionais de futebol se queixam da falta de ajuda do Estado para lidarem com as perdas económicas causadas pela Covid, mas o Governo mantém a intenção de excluir o setor dos apoios. Como moeda de troca, os clubes esperam uma maior abertura na questão dos jogos deixarem de ser à porta fechada.

É nesse sentido que surgem as declarações desta quarta-feira do secretário de Estado do Desporto. “Desde que haja condições de total responsabilidade, vou defender a presença de público nos espetáculos desportivos. Os testes-piloto correram bem. O futebol já demonstrou responsabilidade”, afirmou João Paulo Rebelo numa entrevista ao canal 11, gerido pela FPF, que tem estado em contacto próximo com o Governo.

O secretário de Estado também confirmou que se vai encontrar com o Conselho de Arbitragem: “É fundamental que o futebol olhe para a profissão de árbitro”. O CM sabe que essa reunião tem lugar esta quinta-feira.
Liga Governo desporto futebol
Ver comentários