Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Pedro Proença critica decisão do tribunal sobre adepto no 'caso Marega'

Dirigente considerou "imcompreensível e lamentável" decisão judical.
Lusa 26 de Dezembro de 2020 às 17:08
Pedro Proença, presidente da Liga
Pedro Proença, presidente da Liga FOTO: Movephoto
O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, criticou este sábado a decisão judicial que livrou um adepto do Vitória de Guimarães de multa no âmbito do 'caso Marega', relacionado com insultos racistas.

"O desporto, e em específico o futebol, tem estado na linha da frente do combate a todas as formas de violência, racismo e intolerância. Exige-se (e bem) mão firme e celeridade às instâncias de justiça desportivas, ao mesmo tempo que se impõem aos promotores a criação de todas as condições para uma eficaz identificação de pessoas a quem tem de ser negado o acesso a espetaculos desportivos", lançou o dirigente na rede social Facebook.

Segundo Pedro Proença, "decisões como esta do Tribunal da Relação de Guimarães são incompreensíveis e lamentáveis, colocando em causa os esforços e investimentos que todas as instâncias desportivas têm feito na exclusão de comportamentos nocivos do desporto".

Esta reação do líder da Liga de clubes surgiu no mesmo dia em que a imprensa nacional noticiou que o referido tribunal anulou a multa a um adepto encapuzado dos minhotos no jogo do 'caso Marega', futebolista do FC Porto que foi vítima de insultos racistas numa partida disputada em meados de fevereiro.

Pedro Proença FC do Porto FC do Porto Liga Vitória de Guimarães Tribunal da Relação de Guimarães APCVD
Ver comentários