Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Próximo ano letivo vai ter recuperação de aprendizagens

Período é dirigido aos alunos que não tenham tido "pleno acesso" ao ensino à distância.
Lusa 4 de Julho de 2020 às 12:17
Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação
Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação FOTO: António Pedro Santos/Lusa
O calendário escolar do próximo ano letivo, publicado na sexta-feira em Diário da República, prevê um período inicial de recuperação das aprendizagens, especialmente dirigido aos alunos que não tenham tido "pleno acesso" ao ensino à distância.

"As atividades letivas iniciam-se com um período de recuperação das aprendizagens, que abrange as primeiras cinco semanas do 1.º período letivo", determina o Ministério da Educação no despacho, publicado em suplemento do Diário da República.

O executivo determina ainda que, sem prejuízo das medidas de recuperação previstas no desenvolvimento curricular para implementação durante o ano letivo, "as escolas concretizam um plano de trabalho especialmente dirigido ao desenvolvimento e consolidação dos conhecimentos, capacidades e atitudes cujo trabalho foi prejudicado" no ano letivo de 2019-2020, face aos constrangimentos resultantes da pandemia decorrente da covid-19.

O despacho aprova os calendários, para o ano letivo de 2020-2021, dos estabelecimentos públicos de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário e dos estabelecimentos particulares de ensino especial e ainda o calendário de provas e exames dos ensinos básico e secundário, concretizando o anunciado pelo ministro da Educação sobre mais dias de aulas e menos dias de férias no próximo ano letivo, ao encurtar a pausa letiva da Páscoa e prolongar a duração do ano letivo para os anos de escolaridade que não estão sujeitos a exame.

À semelhança dos outros anos letivos, o calendário escolar conta com três períodos, tendo as aulas início marcado entre 14 e 17 de setembro, com o primeiro período a terminar em 18 de dezembro de 2020, o segundo período começa a 04 de janeiro e estende-se até 24 de março de 2021.

O terceiro período começa numa terça-feira, 06 de abril, e termina entre 09 e 30 de junho, dependendo dos alunos com exames: os alunos do 9.º ao 12.º ano de escolaridade terminam em 09 de junho, os do 7.º ao 10.º em 15 de junho e o pré-escolar, 1.º e 2.º ciclos do ensino básico, em 09 de junho.

Diário da República educação escolas questões sociais política governo (sistema)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)