Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Quaresma espera que golo ao Santa Clara seja o "primeiro de muitos" no Vitória

Extremo, de 37 anos, assumiu que estava à "procura" do primeiro golo com a camisola vitoriana.
Lusa 26 de Dezembro de 2020 às 18:08
Ricardo Quaresma
Ricardo Quaresma FOTO: Direitos Reservados
O internacional português Ricardo Quaresma afirmou este sábado que espera marcar mais golos pelo Vitória de Guimarães, após se ter estreado a marcar pelo clube da I Liga portuguesa de futebol na segunda-feira, frente ao Santa Clara.

Na época de regresso ao futebol português, o extremo, de 37 anos, assumiu que estava à "procura" do primeiro golo com a camisola vitoriana, algo que aconteceu no seu 13.º jogo, num lance individual em que ultrapassou o defesa Fábio Cardoso e bateu o guarda-redes Marco Pereira com um remate cruzado, marcando o segundo tento na partida da 10.ª jornada, realizada em Ponta Delgada, que terminou 4-0.

"Quando percebi que só tinha um defesa, ataquei-o porque senti que tinha possibilidade de passar por ele e fazer o golo tão desejado. Era um golo que já estava à procura desde que cheguei aqui. Não digo que estava ansioso, mas estava com muita vontade de me estrear com um golo pelo Vitória. Estou feliz por isso e espero que seja o primeiro de muitos", recordou, em declarações aos meios do clube.

Eleito pelos adeptos vimaranenses o melhor em campo num jogo em que registou ainda duas assistências, para o primeiro golo, de André André, e para o quarto, de Oscar Estupiñán, Quaresma frisou que a equipa está com "alegria" e "confiança" face à série de três vitórias seguidas no campeonato, que lhe garantem o quinto lugar, com 19 pontos.

Para a série triunfal se prolongar, o jogador avisou que o Vitória tem de estar ao "melhor nível" quando receber, às 21:00 de terça-feira, o FC Porto, clube que representou entre 2004 e 2008 e, depois, entre 2013 e 2015, tendo conquistado três edições da I Liga, uma Taça de Portugal, duas Supertaças e uma Taça Intercontinental, com um registo individual de 50 golos em 225 jogos oficiais.

"Estamos preparados para o que aí vem, neste caso o jogo com o FC Porto, um jogo complicado contra uma grande equipa. Sabemos que temos de estar ao nosso melhor nível para poder ganhar os três pontos que é o que nos interessa", afirmou, perspetivando o embate com o terceiro classificado da I Liga, com 22 pontos.

Quaresma realçou ainda que a formação minhota, apesar de "muito jovem", com "jogadores novos" que "ainda não conheciam bem o campeonato português", "está a subir de rendimento" e elogiou o trabalho do treinador João Henriques, responsável pelo plantel desde meados de outubro, após ter substituído Tiago Mendes, que se demitiu do cargo.

"Aquilo que o treinador nos pede é que possamos desfrutar do futebol, obviamente com aquilo que pretende para a equipa. Acho que ele tem feito um trabalho fantástico, porque a equipa está a crescer e isso nota-se. A equipa está a evoluir cada vez mais e acredito que podemos fazer muito mais do que temos vindo a fazer", antecipou.

Depois de passagens por Sporting, Barcelona, Inter de Milão, Chelsea, os turcos do Besiktas e do Kasimpasa, bem como o Al-Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, Quaresma admitiu nunca ter pensado que, aos 37 anos, iria jogar pelo Vitória, mas disse estar "feliz" em Guimarães, alimentando a expectativa de ver novamente o Estádio D. Afonso Henriques com adeptos.

"A adaptação tem sido fantástica. Tenho pena que ainda não possa sentir os adeptos no estádio, porque já joguei muitas vezes contra o Vitória, com o D. Afonso Henriques cheio, num ambiente fantástico. Tenho saudades de ver este estádio cheio para sentir esse apoio dos adeptos. Espero que não falte muito para que possam vir", realçou.

Ricardo Quaresma Santa Clara I Liga Vitória Vitória de Guimarães FC Porto Guimarães desporto
Ver comentários