Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Sérgio Conceição quer “espírito de entreajuda”

Técnico não esquece os erros de arbitragem no primeiro jogo com o Manchester City.
Filipe António Ferreira 1 de Dezembro de 2020 às 10:09
Sérgio Conceição
Pep Guardiola treina o  Man. City
Sérgio Conceição
Pep Guardiola treina o  Man. City
Sérgio Conceição
Pep Guardiola treina o  Man. City
Sérgio Conceição já tem a receita para vencer o Manchester City e garantir presença nos oitavos de final da Champions: “Teremos de ter o mesmo rigor que tivemos no primeiro jogo e o mesmo espírito de entreajuda. E, quando tivermos bola, perceber as fragilidades do adversário para podermos explorá-las”.

O técnico do FC Porto não esquece o jogo da primeira mão, em Manchester, e as decisões do árbitro. “O primeiro jogo foi decidido por más decisões da arbitragem e isso, frente a uma equipa que talvez seja a mais cara do mundo, obviamente que torna as coisas mais difíceis. Temos de ser uma verdadeira equipa para somarmos os três pontos”, salientou.

Conceição respondeu ainda à picardia de Bernardo Silva após a vitória no jogo em Inglaterra [escreveu nas redes sociais “esta soube tão bem]:“As nossas vitórias são todas saborosas, aquelas que coincidem com títulos são ainda mais saborosas, porque nós festejamos títulos, não festejamos vitorias. Isso é criancice, são picardias, não ligo nada a isso. Não passam de vitórias momentâneas que não acrescentam nada, mas muitas sim, já podem dar títulos”, apontou. O técnico garantiu que Pepe ainda não está recuperado e não vai a jogo.

O colombiano Uribe, que deve regressar à titularidade, falou sobre a ambição dos dragões: “Somos um clube que sempre se caracterizou por estar no topo e lutar pelos lugares cimeiros. É certo que vamos enfrentar um grande rival, mas temos consciência das nossas qualidades, das nossas capacidades, do nosso talento e queremos vencer o jogo. É esse o nosso objetivo. Falta-nos um ponto, mas queremos os três. É essa mentalidade vencedora que o mister nos incute”.

Os dragões precisam de um ponto para garantir os ‘oitavos’. Mas pode não ser necessário: basta o Olympiacos não vencer o Marselha.

guardiola rejeita críticas de conceição
“Conceição pode dar a sua opinião, mas não concordo que tenhamos pressionado os árbitros. A história fala por nós. Não somos do tipo de equipa que o faz. Quando vemos algo com que não estamos de acordo podemos falar com o assistente. Nunca o fizemos nos cinco anos em Espanha e na Alemanha”, disse ontem Pep Guardiola, técnico do City, na antevisão do jogo desta terça-feira.
Ver comentários