Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Superespecial do Rali de Portugal na sé de Braga

Classificativa disputa-se nas ruas do centro histórico.
Francisco Manuel 15 de Março de 2017 às 08:36
O espetáculo do salto em Fafe é um dos atrativos da prova
O espetáculo do salto em Fafe é um dos atrativos da prova FOTO: Simão Freitas
A passagem dos melhores pilotos de rali em pleno centro histórico da cidade de Braga é a grande novidade do Rali de Portugal 2017 que vai para a estrada no próximo dia 18 de maio.

Nas bancadas são esperados 200 mil espectadores. Oportunidade única para a luta entre a Ford, Citroën, Hyundai, Toyota e Skoda junto aos principais monumentos milenares da cidade, como a Sé de Braga.

Depois do grande sucesso da superespecial do Porto na edição do ano passado, Braga promete momentos fantásticos pela ruas do centro histórico. Ontem, na apresentação desta superclassificativa de 1,9 km que fecha o segundo dia de competição a 19 de maio, Ricardo Rio, presidente da autarquia, sublinhou o impacto económico que a prova poderá ter na cidade.

Mantendo a tradição, a 6ª prova do Mundial WRC arranca em Guimarães, mas é em Lousada que o cronómetro começa a contar. Num rali disputado a norte, o segundo dia é passado no distrito de Viana do Castelo, com classificativas em Caminha e Ponte de Lima e fecha em Braga.

No sábado, as máquinas começam a acelerar em Vieira do Minho e terminam em Amarante. Mas é no último dia de prova que os espectadores vão suster a respiração com o sempre espetacular salto em Fafe, um troço de emoções fortes que faz parte da história do Rali de Portugal.
Ver comentários