Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Toby Price diz que ficou desidratado "com as lágrimas" após assistir português Paulo Gonçalves

Australiano garante que "trocava todas as vitórias para ter o companheiro de volta".
Lusa 13 de Janeiro de 2020 às 11:50
Vencedor de Dakar recorda corrida que matou o amigo Paulo Gonçalves
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Queda brutal mata Paulo Gonçalves no Dakar 2020
Vencedor de Dakar recorda corrida que matou o amigo Paulo Gonçalves
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Queda brutal mata Paulo Gonçalves no Dakar 2020
Vencedor de Dakar recorda corrida que matou o amigo Paulo Gonçalves
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Último dia de Paulo Gonçalves no Dakar
Queda brutal mata Paulo Gonçalves no Dakar 2020
O australiano Toby Price (KTM) revelou que chegou a ficar "desidratado com as lágrimas" pela morte de Paulo Gonçalves, domingo, na sétima etapa do Rali Dakar de todo-o-terreno, depois de ter sido o primeiro a chegar junto do português.

Numa publicação divulgada na rede social facebook, o piloto australiano, que foi o primeiro a chegar junto do português, conta que o acidente aconteceu já depois do reabastecimento.

"O Paulo partiu para a etapa cinco minutos antes de mim e o pior aconteceu. Passei um pequeno morro e vi um piloto caído. Era o Paulo. Fui acometido pelos piores receios porque sabia que era sério", relatou Price.

"Pedi ajuda de imediato e ajudei a colocá-lo de lado. Tentei chamar mais alguém para ajudar e foi quando chegou o [eslovaco] Stefan Svitko [um campeão] e ajudou no que pôde", explicou ainda.

Toby Price contou que "o primeiro helicóptero chegou" com o francês Luc Alphand, da organização, e "quando o helicóptero médico chegou já estavam a fazer manobras de reanimação".

"Os médicos juntaram-se a eles e fizeram o que puderam. Ajudámos a segurar os sacos de soro, chegámos os sacos do equipamento médico e afastámos outros pilotos do local. Todos fizemos o que pudemos, mas não havia nada a fazer. Ainda o ajudei a levar pois era o mais correto a fazer. Fui o primeiro a estar ao seu lado e quis ser o último a sair", recordou o piloto australiano, que no domingo estava visivelmente abalado na chegada ao acampamento.

Price deixou ainda uma palavra de saudade para Paulo Gonçalves, dizendo ir "sentir a falta do sorriso no 'bivouac'".

"Os últimos 250 quilómetros foram duros, fiquei desidratado com as lágrimas. Neste momento, nem me importo com o resultado", acrescentou.

O piloto da KTM garante que "trocava todas as vitórias para ter o companheiro de volta".

Price deixou ainda uma palavra de agradecimento a todas as mensagens recebidas de Portugal.

Toby Price Paulo Gonçalves KTM desporto ralis desportos motorizados motociclismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)