Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Vítor Pereira faz soar alarme no Dragão

Em quase 30 anos, Pinto da Costa apenas despediu três treinadores com a época em andamento: Ivic, Octávio e Fernández.
19 de Novembro de 2011 às 00:00
Vítor Pereira foi adjunto de Villas-Boas na época passada
Vítor Pereira foi adjunto de Villas-Boas na época passada FOTO: Manuel Araújo/Record

Não é hábito para os lados do Dragão, mas pode acontecer este ano, pela quarta vez desde que Pinto da Costa é presidente (1982) – a mudança de treinador com a época em andamento. Isso só aconteceu antes com Tomislav Ivic, Octávio Machado e Victor Fernández (ver peças anexas)

Alvo de críticas pelas exibições, mas também pelos resultados (duas derrotas na Champions e três empates na Liga), Vítor Pereira é visto como o principal responsável pelo actual momento dos campeões nacionais. Os três jogos que se avizinham, em apenas uma semana, depois da pausa para os trabalhos das selecções, são decisivos para Vítor Pereira.

Se um eventual afastamento da Taça de Portugal às mãos da Académica (hoje, 20h15) pode não significar, no imediato, a chicotada, um desaire na liga milionária diante dos ucranianos do Shakhtar Donetsk, a meio da semana, deve traçar o destino do técnico que substituiu André Villas-Boas, no início da temporada.

A deslocação ao terreno do Sp. Braga, para a Liga, é o jogo que se segue. Caso o FC Porto passe incólume nestes três jogos, Vítor Pereira acaba por sair fortalecido e ganha novo balão de oxigénio.

O aproximar da reabertura do mercado de transferências antevê-se também complicado para os dragões. É que não é novo que alguns jogadores estão insatisfeitos e desejam mudar de ares. À parte dos amuos de alguns jogadores, Pinto da Costa já estará no terreno a preparar o sucessor de Vítor Pereira.

TRÊS DESPEDIDOS EM 30 ANOS

TOMISLAV IVIC (1993/94)

Depois de conquistar quatro títulos na primeira passagem pelas Antas, Ivic acabou por ter uma época de 93/94 muito aquém do esperado e acabou despedido em Janeiro.

OCTÁVIO MACHADO (2003/04)

Depois de conquistar a Supertaça nesse ano, Octávio Machado deixa o FC Porto em Janeiro de 2002 devido aos maus resultados, sendo substituído por José Mourinho.

VICTOR FERNANDEZ (2004/05)

Após a conquista da Liga dos Campeões e da saída de Mourinho para o Chelsea, Pinto da Costa foi buscar o espanhol Fernández, que acabou por ser despedido à 19.ª jornada.

Ver comentários