Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Benfica é o rei das mudanças no mercado das transferências

Dyego Sousa assinou proveniente da China. É o substituto de Raul de Tomas.
Filipe António Ferreira 1 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Dyego Sousa (30 anos) brilhou no Sp. Braga antes de ir para a China
Julian Weigl (24 anos) trocou o Dortmund pelos encarnados
Dyego Sousa (30 anos) brilhou no Sp. Braga antes de ir para a China
Julian Weigl (24 anos) trocou o Dortmund pelos encarnados
Dyego Sousa (30 anos) brilhou no Sp. Braga antes de ir para a China
Julian Weigl (24 anos) trocou o Dortmund pelos encarnados

O Benfica foi, de entre os 3 grandes, o clube que esteve mais ativo neste mês de janeiro, com cinco saídas e duas entradas. O avançado Dyego Sousa, no último dia do mercado, foi a derradeiro reforço a chegar à Luz.

"É uma emoção jogar num clube que tem uma dimensão enorme. Só estando cá dentro se tem noção da grandeza do Benfica", disse o jogador que chega por empréstimo dos chineses do Shenzeng. O luso-brasileiro vem para o lugar do espanhol Raul de Tomas, que esteve seis meses na Luz e não convenceu. Ainda assim, as águias conseguiram vender o jogador pelo mesmo montante que o compraram: 20 milhões de euros. Por esse valor, as águias foram ao mercado no início do mês buscar um reforço de peso. O alemão Weigl chegou do Borussia Dortmund e rapidamente conquistou a titularidade. Aquisições que visam dar a Lage ainda mais armas para manter as águias no topo da classificação da Liga.

Mas foi nas saídas que a SAD esteve mais ativa. Para além de De Tomas, o Benfica viu sair quatro outros jogadores (todos cedidos): Conti rumou aos mexicanos do Atlas; Gedson Fernandes reforçou o Tottenham de Mourinho, num empréstimo de 18 meses; Fejsa, depois de seis épocas e 14 troféus ganhos de águias ao peito, rumou à Liga espanhola para o Alavés. Caio Lucas, reforço de verão, regressou ao Médio Oriente para jogar no Al Sharjah. Por resolver continuou a situação do sérvio Zivkovic. O jogador recusou todas as propostas de empréstimo pelo que vai continuar na Luz (para já) até ao final da época.

Esforço por taremi insuficiente
A derradeira investida do Sporting para contratar o avançado Taremi ao Rio Ave falhou. As intensas negociações entre os dois clubes acabaram por não surtir efeito, devido à intransigência do Rio Ave, que pretendia 3,5 milhões por 30 por cento do passe do jogador iraniano de 27 anos.

Os responsáveis leoninos ainda acreditavam ao final da tarde que o negócio se iria concretizar. No entanto, como os vila-condenses só detêm 60 por cento do passe, pretendiam fazer um encaixe financeiro que fosse significativo, beneficiando os cofres cheios do Sporting após a venda de Bruno Fernandes para o Manchester United por 55 milhões.

Frederico Varandas procurava uma opção mais económica para colmatar a lesão de Luiz Phellype, que já não joga mais esta temporada. Com o negócio com os vila-condenses abortado, as soluções estão dentro de casa. Neste mercado chegou o esloveno Sporar (custou sete milhões de euros) e Pedro Mendes deve ser chamado com mais regularidade.

PORMENORES 
Francisco Geraldes volta
O médio português Francisco Geraldes, de 24 anos, já treinou esta sexta-feira em Alcochete sob as ordens de Silas, após ter estado meia temporada emprestado ao AEK de Atenas, no qual fez 6 jogos.

Gelson Dala no Rio Ave
Os leões emprestaram Gelson Dala ao Rio Ave. O avançado angolano de 23 anos esteve na primeira metade da época nos turcos do Antalyaspor (6 jogos e um golo).

Atitude passiva do FC Porto
O FC Porto acabou por adotar uma postura passiva neste mercado de janeiro, limitando-se a emprestar o médio Bruno Costa ao Portimonense. Apesar de muito se ter falado nas possíveis transferências de Zé Luís, Danilo, Alex Telles e Aboubakar, ninguém saiu. No que respeita a reforços, esta foi a terceira temporada neste milénio em que os dragões não aproveitaram a janela de inverno para fazer ajustes no plantel.

Tapsoba: venda recorde
Tapsoba, o defesa-central goleador do V. Guimarães, é reforço do Bayer Leverkusen (Alemanha) a troco de 18 milhões de euros (mais sete milhões de euros por objetivos). Esta é a maior venda de sempre dos vimaranenses, que ainda ficam com 10 por cento do passe do central. O defesa de 20 anos, natural do Burquina Faso, marcou oito golos em 32 jogos nesta época ao serviço do emblema minhoto. Na Liga somou quatro golos em 16 jogos.

Bruno Fernandes lidera tabela
Bruno Fernandes foi a transferência mais cara a nível mundial neste mercado de janeiro, com o Manchester United a pagar 55 milhões de euros (mais 25 milhões de euros por objetivos). Este é mais um feito do futebol português que no verão já tinha dominado o topo da lista de transferências com a mudança de João Félix do Benfica para o Atl. Madrid por 126 milhões.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)