Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Benfica não vai além de empate frenético em Guimarães

Águias estiveram a vencer por 2-0 e 3-1, numa partida com cinco golos na primeira parte.
Mário Figueiredo 28 de Outubro de 2021 às 01:30
Benfica empata com o V. Guimarães
Benfica empata com o V. Guimarães FOTO: MovePhoto
O Benfica não foi além de um empate (3-3) frente ao V. Guimarães, mas continua na luta pela ‘final four’ da Taça da Liga, num jogo frenético que teve cinco golos marcados na primeira parte.

Jorge Jesus fez oito alterações em relação ao último onze, mas viu-se obrigado a mexer logo aos 7 minutos com a entrada de João Mário para o lugar de Taarabt (saiu lesionado).

As águias entraram dinâmicas e colocaram-se em vantagem através de um autogolo de Alfa Semedo (7’), na sequência de um canto. Pizzi pegou na batuta e liderou a equipa. Foi ele quem fez o 2-0 num remate cruzado, com o guarda-redes Bruno Varela a ficar mal no lance.

A equipa de Jesus parecia lançada para um triunfo fácil, mas os vimaranenses reagiram. André André (21’) reduziu para 1-2. O jogo estava frenético e Radonjic (28’) fez o 1-3. Mas sentia-se que a partida estava equilibrada e aberta. Um golo de Estupiñán, no final da primeira parte, reacendeu a esperança da formação orientada por Pepa.
Na etapa complementar, foram precisamente os anfitriões os primeiros a causar perigo. A entrada de Quaresma veio causar grandes transtornos à intranquila defesa encarnada.

O juiz da partida anulou um golo a Lucas Veríssimo e outro a Estupiñán. Quaresma ainda atirou uma bola ao poste. O público vibrava.

O jogo entrou numa toada de ataque e resposta, mas foi o recém-entrado Bruno Duarte quem fez, de cabeça, o golo do empate. Um resultado justo, num jogo com boa nota artística face ao empenho demonstrado pelas duas equipas.

Análise ao jogo
Positivo: Pizzi esteve em todas
Pizzi já não é titular indiscutível deste Benfica, mas continua a agitar o jogo da equipa. Ganhou o canto que deu o primeiro golo, marcou o segundo e ainda assistiu Nemanja Radonjic no terceiro.

Negativo: Alfa Semedo
Fez um autogolo na sequência de um canto e deixou a sua equipa em desvantagem logo aos 7 minutos. Ainda tentou redimir-se mas os seus remates saíram sempre ao lado. Um brinde que custou caro.

Arbitragem: Um penálti por assinalar
Hugo Miguel teve uma arbitragem com casos. Anulou bem dois golos (Lucas Veríssimo e a Rochinha). Bruno Duarte está em linha no 3-3. Fica por assinalar um penálti sobre Gonçalo Ramos (57’).

Águia faz contas aos golos... ou aos anos
Para passar às meias-finais, o Benfica terá de vencer o Sp. Covilhã no último jogo por dois golos de diferença, marcando no mínimo três golos. Com 2-0 será a média de idades a dar o 1.º lugar a Benfica ou V. Guimarães.
Ver comentários