Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

"Comigo, toda a equipa sairia do campo": Treinador do Leverkusen sobre caso Marega

Técnico holandês revelou que, após ver as imagens, o assunto foi abordado nos balneários por treinadores e jogadores.
Lusa 19 de Fevereiro de 2020 às 17:32
Peter Bosz, Treinador do Levekusen
Peter Bosz, Treinador do Levekusen FOTO: José Gageiro
O treinador do Bayer Leverkusen afirmou esta quarta-feira que mandaria a sua equipa sair de campo caso acontecesse um episódio semelhante ao que foi vivido no domingo pelo futebolista maliano Marega, do FC Porto, na I Liga portuguesa.

"Temos de dizer claramente não ao racismo, isso não pertence ao futebol. Caso isso acontecesse com um jogador meu, comigo, toda a equipa sairia do campo também", afirmou Peter Bosz, na conferência de imprensa de antevisão do jogo de quinta-feira com o FC Porto, da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

O técnico holandês revelou que, após ver as imagens, esse assunto foi abordado nos balneários por treinadores e jogadores e lembrou que o plantel do Bayer Leverkusen tem atletas de 14 nacionalidades.

Na mesma conferência de imprensa, Nadiem Amiri, médio alemão de origem afegã, contou que também sentiu racismo nos campos de futebol, sobretudo quando era mais novo.

"Quando estava nos sub-17, numa liga regional, estive um jogo inteiro com um adversário a insultar-me. Mas temos de seguir em frente. O racismo não cabe no futebol. O nosso sangue tem a mesma cor, não importa a cor da pele", disse o jogador, de 23 anos.

No domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, durante o jogo entre Vitória de Guimarães e FC Porto, o avançado maliano Moussa Marega abandonou o relvado após ser alvo de insultos racistas por parte dos adeptos da equipa local.

Vários jogadores de ambas as equipas tentaram demovê-lo, mas Marega, que já alinhou no Vitória e tinha marcado o segundo golo dos 'azuis e brancos', mostrou-se irredutível e abandonou mesmo o relvado aos 71 minutos (sendo substituído por Manafá), depois de o jogo ter estado interrompido cerca de cinco minutos.

O jogo entre o Bayer Leverkusen e o FC Porto está agendado para as 20:00 (hora de Lisboa), naquela cidade alemã.

Bayer Leverkusen Moussa Marega FC Porto I Liga desporto futebol insultos racismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)