Der Spiegel reage e diz que acredita que os documentos publicados no caso Ronaldo são autênticos

Revista alemã reagiu às acusações da defesa de CR7 que indicam que os documentos são "puras invenções".
Por Lusa|11.10.18
A revista alemã Der Spiegel, a primeira a divulgar o alegado caso de violação que envolve o futebolista português Cristiano Ronaldo, disse esta quinta-feira que acredita que todos os documentos publicados são "autênticos" e que foram "meticulosamente analisados".

"Não temos razão nenhuma para acreditar que estes documentos não são autênticos. Analisámos meticulosamente todos os documentos e os mesmos foram legalmente revistos", disse a revista germânica em comunicado.

Na quarta-feira, o advogado de Cristiano Ronaldo avançou, em comunicado, que o jogador "nega veementemente" a acusação de violação da norte-americana Kathryn Mayorga e revelou que os documentos publicados pelo Der Spiegel são "puras invenções".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!