Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Dragões 'magos' sem dó de Jesus em véspera de Natal

Com 31 segundos já estava 1-0. Portistas chegaram aos três e ameaçaram mais.
Sérgio Pereira Cardoso 24 de Dezembro de 2021 às 01:30
Darwin tenta rematar a bola, mas tem a oposição do lateral-direito portista João Mário
Darwin tenta rematar a bola, mas tem a oposição do lateral-direito portista João Mário FOTO: Direitos Reservados
A o primeiro round, Sérgio Conceição deixou Jorge Jesus KO e abriu a porta de saída do treinador do Benfica. Os dragões foram magos, marcaram três em meia hora e só não entregaram um cabaz por displicência de Evanilson na expulsão. O Natal na Luz... pode já nem ter Jesus.

Quem acompanhou a semana benfiquista terá ficado curioso para perceber a reação da equipa ao amadorismo de ver o seu treinador reunir, numa semana de clássico, com o clube que até o pretende contratar. A resposta chegou em 31 segundos.

A bola, imagine-se, sai do Benfica. O FC Porto pressiona, ganha um lançamento lateral e, se de amadorismo falamos, a defesa encarnada, com Helton Leite em destaque, deixou os dragões à vontade. Aproveitou Evanilson com a baliza aberta.

Primeira prenda no 1-0. Não demorou a segunda. Vitinha começa a jogada, num canto sacudido por Helton Leite para a entrada da área. Otávio insiste e Leite, outra vez mal, soca a bola de forma defeituosa. Vitinha acaba o que iniciou, num chapéu perfeito para o 2-0.

O sonho de uma noite de Natal do Dragão continuava, apesar do susto num golo de Darwin, anulado e confirmado no VAR por 4 centímetros. Não marcas tu, marco eu, respondeu a equipa de Conceição. Cada ataque portista era um sufoco encarnado. Díaz parte André Almeida e oferece o 3-0 a Evanilson. Ora, o mesmo Díaz, aos 42’, teve baliza aberta para o quarto - Leite voltou a sair não se sabe bem porquê -, porém, preferiu um péssimo passe para o lado.

Dava a ideia que só faltava saber o tamanho do estrago no Benfica, mas Evanilson levou o segundo amarelo antes do intervalo e a águia até foi buscar reforços - Everton e Yaremchuk. Valeu de pouco.

O perigo, mais uma vez, surgiu do outro lado. Contra-ataque espetacular de Zaidu a cruzar para Taremi, que atirou ao poste. Já o Benfica ia tentando com vários cruzamentos, mas Marchesín foi resolvendo com facilidade. Um até entrou, mas Otamendi estava fora de jogo, ele que acabou por ser expulso. Dragão nos quartos, águia em crise interna.

Momentos do jogo
1’
Lançamento lateral de Zaidu para a área. Fábio Cardoso ganha a primeira bola para Taremi e Helton Leite afasta, mal, para Evanilson fazer 1-0 aos 31 segundos.

7’
Leite sacode um canto de Vitinha e Otávio insiste, colocando a bola na área. O guarda-redes volta a sair mal e Vitinha aproveita num chapéu perfeito para o 2-0.

31’
Passe de Uribe para as costas da defesa do Benfica. Luis Díaz parte os rins a André Almeida e espera até assistir Evanilson, que faz o terceiro, de pé esquerdo.

Positivo e negativo 
+Uma lição no sapatinho
O FC Porto entrou com o pé no acelerador e atropelou o Benfica na primeira parte. A cada ataque, tremedeira dos encarnados. Lição de Conceição, com o acerto de Fábio Cardoso, a arte de Díaz e a mestria de Vitinha.

-Olé, olé, olé, míster...
Jesus parece estar desejoso de ouvir o cântico que os adeptos do Flamengo lhe dedicam, mas os olés, esta quinta-feira, foram outros. Após uma semana absurda, escolheu Helton Leite e Taarabt e foi arrasado. Adeus?

Arbitragem
Um problema disciplinar
Houve golos anulados por fora de jogo para os dois lados - um do Benfica apenas o foi após intervenção do VAR. O critério disciplinar foi disforme, mas aceitam-se as expulsões. Lances na área sem penáltis.

Sétimo clássico seguido das águias sem vencer
Com a derrota desta quinta-feira no Dragão, o Benfica somou o sétimo jogo consecutivo frente ao FC Porto sem vencer. Os dragões somam cinco triunfos e registaram-se ainda dois empates.

Próximo jogo já terá técnicos principais
Sérgio Conceição e Jorge Jesus fizeram esta quinta-feira o último jogo fora do banco. O castigo aplicado aos dois técnicos, de 15 dias, termina dia 29, na véspera do clássico para o campeonato no Dragão.

FC Porto
Evanilson foi um grande... 31
Marchesín - Quando foi chamado a intervir fê-lo com qualidade. Muito ativo na segunda parte.
João Mário - Certinho a defender. Não deu espaço a Rafa.
Fábio Cardoso - Cumpriu com eficácia.
Mbemba - Nem sempre bonito, mas limpou tudo.
Zaidu - Algumas subidas que criaram desequilíbrios. Tem uma cavalgada em que cruzou para Taremi.
Uribe - Lutou muito no meio-campo, onde começou a força do FC Porto.
Evanilson - Marcou um golo aos 31 segundos de jogo, acabou por bisar aos 31 minutos e acabou por ser um 31 para o FC Porto quando foi expulso. Teve golo e decidiu o clássico a favor dos dragões.
Otávio - Irreverente e batalhador. Nunca deu uma bola como perdida e foi quebra-cabeças para o Benfica.
Vitinha - Um golão ao aproveitar uma defesa com os punhos de Helton Leite. Aguerrido e determinado.
Luis Díaz - Fez uma assistência para o 3-0. Dispôs de mais um par de ocasiões de golo cantado, mas optou, mal, por endossar a bola. Boas arrancadas, decresceu na segunda parte.
Taremi - Trabalhador. Assistiu Evanilson no 1º golo. Atirou uma bola ao poste, após cruzamento de Zaidu. Ativo, mas sem golo.
Sérgio Oliveira - Trouxe experiência ao meio-campo no melhor momento do Benfica.
Wendell - Refrescou.
João Marcelo - Ajudou a ganhar tempo.
Toni Martínez - Sem bola.

Benfica
Jogadores ‘despedem’ Jorge Jesus
Helton Leite - Saída em falso possibilitou a Vitinha o 2-0. Mais tarde, outro erro que só não deu golo porque não calhou. Boa defesa a fechar.
André Almeida - Sempre a ver a banda passar. No lance do 3-0, Díaz fez o que quis.
Otamendi - Também naufragou no início. Marcou mas o golo foi anulado e viu o vermelho no final.
Vertonghen - Desposicionamentos que contribuíram para a hecatombe.
Weigl - Sufocado pelo meio-campo portista.
Yaremchuk - 
Pensava-se que ia ser titular mas Jesus preferiu surpreender (mal). Quase sempre com mais coração do que com a razão, teve dois cabeceamentos.
João Mário - Ausente durante o tempo que jogou.
Gilberto - Acabou por atacar um pouco melhor do que defendeu. Quando a primeira função de um lateral é defender... está tudo dito.
Grimaldo - Não teve tanta culpa como outros, mas mesmo assim voltou a dar muito espaço nas costas.
Taarabt - Surpresa que não resultou. Ponto positivo para o único remate no 1º tempo.
Rafa - Arrancadas a espaços. Muito pouco de quem se esperava muito.
Darwin - Quase marcava a contar, mas os quatro centímetros à frente do último defesa invalidaram o golo.
Everton - Mexeu, mas os cruzamentos quase nunca resultaram.
Seferovic - Incomodou.
Pizzi - Mal se viu.
Lázaro - Cumpriu.

‘Quartos’ em janeiro
Os quartos de final da Taça de Portugal vão disputar-se entre 11 e 13 de janeiro.

Sorteio para a semana
O sorteio dos ‘quartos’ está agendado para a semana, dia 27, às 18h00, na sede da FPF.

Prémio de 12 mil euros
Cada equipa participante nos ‘quartos’ recebe um prémio de 12 mil euros.

Vitória dá ‘jackpot’
Os prémios aumentam na final: o vencedor recebe 300 mil euros e o vencido 150 mil euros.
Jorge Jesus Evanilson FC Porto Luz Dragão Benfica desporto eventos desportivos futebol
Ver comentários