Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Eficácia do Real Madrid vale o 14.º troféu da Liga dos Campeões

Courtois foi a grande figura dos merengues, que marcaram o único golo por Vinícius Júnior.
Filipe António Ferreira 29 de Maio de 2022 às 01:30
Um gesto 14 vezes repetido por jogadores do Real Madrid ao longo da História
Um gesto 14 vezes repetido por jogadores do Real Madrid ao longo da História FOTO: Alexander Hassenstein - UEFA
Fiesta blanca’ em Paris. O Real Madrid venceu este sábado o Liverpool na final da Champions e alcançou o 14º troféu na prova. O guarda-redes Courtois foi a grande estrela, num duelo marcado pela eficácia merengue e pelo atraso de 37 minutos no apito inicial devido a questões de segurança.

A primeira parte acabou por correr dentro do esperado, com Liverpool a dominar e a criar as melhores chances. Mas teve no guarda-redes Courtois um opositor de peso. O belga fez duas grandes defesas que evitaram o golo dos ‘reds’.

Sem ocasiões de golo, o Real até marcou perto do intervalo, por Benzema, mas o lance acabou invalidado por fora de jogo do francês. Um momento de polémica já que o último a tocar na bola antes de o avançado marcar foi o brasileiro Fabinho, do Liverpool.

A história do segundo tempo resume-se ao golo de Vinícius, num dos únicos lances de ataque do Real, e de mais um punhado de enormes defesas de Courtois que garantiram mais uma festa merengue em Paris e na Praça Cibeles, no centro de Madrid.

Caos na entrada dos adeptos ingleses
Problemas com os bilhetes dos adeptos do Liverpool provocaram um atraso nada normal no início do jogo. A polícia teve de lançar gás-pimenta para tentar acalmar alguns ingleses, que mesmo assim pularam o gradeamento de acesso ao estádio.
Real Madrid Courtois Real Liga dos Campeões Champions Fiesta Paris Liverpool Madrid desporto futebol
Ver comentários
}