Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Empate português para francês ver em jogo histórico em Paços de Ferreira

Gaulês Willy Delajod discreto, tal como as equipas.
Paulo Jorge Duarte 12 de Setembro de 2021 às 09:26
Eustáquio, o melhor em campo, em despique com Abel Ruiz, sob o olhar atento do árbitro francês Willy Delajod
Eustáquio, o melhor em campo, em despique com Abel Ruiz, sob o olhar atento do árbitro francês Willy Delajod FOTO: HUGO DELGADO/LUSA
O Paços de Ferreira recebeu este sábado o Sp. Braga e empatou (0-0) em partida equilibrada, onde a equipa de arbitragem francesa liderada por Willy Delajod (fruto do protocolo de intercâmbio entre as federações dos dois países), fez história e passou positivamente despercebida.

Os castores entraram mais acutilantes e construíram várias oportunidades de golo. A defesa bracarense foi resolvendo e os guerreiros do Minho responderam através de um remate perigoso de Chiquinho (17’). Até ao intervalo, a equipa de Jorge Simão mostrou sempre maior apetite pelo golo, mas o marcador não se alterou.

Na segunda metade, Carlos Carvalhal lançou Galeno com objetivo de ganhar intensidade. Nos primeiros minutos, o ataque bracarense ainda se viu, mas foi sol de pouca dura. A partida entrou num ritmo lento e aborrecido e foi quase penoso aguardar pelo apito final do árbitro francês Willy Delajod.

O Paços de Ferreira ainda tentou fazer pela vida, mas o empate acaba por penalizar a falta de ambição das duas equipas.
Paços de Ferreira desporto futebol
Ver comentários