Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

FC Porto em marcha lenta conquista lugar no Jamor

FC Porto defronta o Benfica a 24 de maio no Estádio Nacional, depois de despachar o Académico de Viseu.
Mário Figueiredo 13 de Fevereiro de 2020 às 08:44
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
FC Porto - Ac. Viseu
O FC Porto garantiu esta quarta-feira a presença na final da Taça de Portugal, onde vai defrontar o Benfica (dia 24 de maio), ao vencer esta quarta-feira o Ac. Viseu por 3-0, na segunda mão das meias-finais da prova, depois do empate (1-1) verificado na primeira mão .

Sérgio Conceição só manteve quatro jogadores no onze que derrotou o Benfica (3-2), nomeadamente Alex Telles, Corona, Uribe e Luis Díaz. A equipa entrou em ritmo lento e à espreita do erro do adversário para chegar ao golo. E foi isso que aconteceu. Quando Mathaus se precipitou e colocou a mão nas costas de Zé Luís, que sentiu o contacto e projetou-se para o chão. Penálti. Na conversão da grande penalidade, Alex Telles acabou por fazer o 1-0.

O dragões mantiveram o ascendente ofensivo na partida, mas sem pressa. Os viseenses encararam a partida com dignidade e chegaram a criar embaraços aos centrais portistas, Mbemba e Diogo Leite.



A tentativa de subir no terreno criou mais espaços junto à sua baliza e os portistas aproveitaram com um punhado de ocasiões de golo, por Luis Díaz, Zé Luís e até Manafá.

Na etapa complementar, a equipa da II Liga tentou surpreender os dragões. Sempre com grande dignidade, jogou o jogo pelo jogo. Mas esse atrevimento teve um preço: a derrota.

Zé Luís fez o 2-0, com um cabeceamento sem oposição na área, após assistência de Alex Telles. Sérgio Oliveira entrou e acabou por matar as pretensões viseenses, com o 3-0. O lance foi anulado pelo árbitro auxiliar, por alegado fora de jogo, mas o vídeo-árbitro acabou por validar o golo portista.

Koehler convidado mas não candidato
João Rafael Koehler garantiu ao CM que não é candidato à presidência do FC Porto. "Sou adepto, sócio, acionista e investidor, sempre que o clube precisa, mas não mais do que isso. Nem sequer há eleições marcadas", explica o antigo presidente da Associação de Jovens Empresários, lembrando, contudo, ter sido convidado "por vários grupos de portistas não organizados".
Jamor FC Porto Benfica Ac. Viseu Alex Telles João Rafael Koehler Luis Díaz Zé Luís desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)