Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Jogadores da Seleção autografam camisolas para ajudar Moçambique

Iniciativa dos futebolistas junta-se ao jogo solidário entre as equipas femininas do Sporting e do Benfica.
Lusa 24 de Março de 2019 às 20:10
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Futebolistas da seleção portuguesa autografam camisolas para ajudar Moçambique
Os futebolistas da seleção autografaram camisolas que vão ser utilizadas para angariar receitas que permitam ajudar as vítimas afetadas pelo ciclone Idai que assolou Moçambique.

A Cruz Vermelha Portuguesa será a entidade a quem será entregue a receita conseguida pelas camisolas autografadas pelos 24 internacionais às ordens de Fernando Santos.



Esta iniciativa junta-se a outra já anunciada, de um jogo solidário entre as equipas femininas do Sporting e do Benfica, no dia 30, às 16h00, no Estádio do Restelo, em Lisboa, com os bilhetes a custarem 2,5 euros.

A passagem do ciclone Idai em Moçambique, no Zimbabué e no Maláui fez pelo menos 761 mortos, segundo os balanços oficiais mais recentes.

Em Moçambique, o número de mortos confirmados subiu hoje para 446, no Zimbabué foram contabilizadas 259 vítimas mortais e no Maláui as autoridades registaram 56 mortos.

O ciclone afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas nos três países africanos e a área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais.
Idai Zimbabué Cruz Vermelha Portuguesa Moçambique Fernando Santos Sporting Benfica Maláui desporto futebol
Ver comentários