Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Jogo decisivo do Benfica sem prémio extra

Águias só costumam bonificar equipa e técnicos em caso de conquista de competições.
Sara Guterres 27 de Novembro de 2019 às 08:33
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage
Bruno Lage

O Benfica tem esta quarta-feira (20h00) um jogo decisivo, em casa do Leipzig, e está obrigado a vencer para alimentar a esperança de seguir em frente na Liga dos Campeões. A importância do duelo com os alemães, contudo, não justifica a atribuição de qualquer prémio extra ao plantel e à equipa técnica, apurou o Correio da Manhã. O clube da Luz, por norma, só concede bónus monetários quando se trata de conquistas de competições. Em circunstâncias especiais, o presidente encarnado, Luís Filipe Vieira, poderá, todavia, abrir uma exceção. 

Mas as contas das águias na Champions estão complicadas – ocupam o quarto e último lugar do Grupo G. "Faltam dois jogos e temos de olhar para este como uma forma de conseguir três pontos. Só depois olharemos para a tabela. Temos de nos preocupar com o que fazer dentro de campo e perceber a forma de jogar do adversário. Precisamos de manter o nível de jogo da primeira volta [que o Leipzig venceu por 2-1, na Luz] e concretizar as oportunidades de golo que produzirmos", disse esta terça-feira Bruno Lage, na Alemanha, na antevisão do jogo.

Mesmo sabendo das dificuldades que terá no terreno do líder do grupo (nove pontos), o técnico benfiquista quer uma equipa sem medos: "Não podemos olhar para trás, para o que ganhámos ou perdemos. Temos de olhar para a frente sem receio de nada e para o que controlamos, que é a nossa forma de jogar. Foi com essa mentalidade que conseguimos a reconquista no ano passado."

Interpelado sobre se apostará novamente em jogadores da formação, Lage foi perentório e recusou avançar pormenores sobre o onze titular. "Apresentamos a melhor equipa a cada momento, independentemente se são miúdos da formação ou jogadores mais experientes. Vai entrar o melhor onze", garantiu.

Julian Nagelsmann, técnico do Leipzig, recorreu à Bíblia para comparar a turma alemã a "Golias" e o Benfica a "David". Lage tem um raciocínio diferente do homólogo: "Tendo em conta o equilíbrio de todas as equipas no grupo, em qualquer jogo é 50/50. A nossa obrigação é jogar olhos nos olhos, independentemente do adversário ser ou não mais forte."

Encarnados dependentes da ajuda francesa do Lyon
Para o Benfica chegar aos oitavos de final, o primeiro passo é vencer os dois jogos que faltam (Leipzig fora e Zenit em casa). Esses triunfos permitem atingir os 9 pontos. É então que entra em campo a calculadora.

Vencendo o Leipzig por dois golos de diferença, as águias ficam em vantagem no confronto direto e precisam que os alemães não passem dos atuais 9 pontos, o que acontece se o Lyon derrotar os germânicos na última jornada. Caso o Leipzig pontue, o Lyon não pode ficar com mais de oito pontos (terá de perder com o Zenit).

20 jogadores convocados
Bruno Lage levou 20 jogadores para a Alemanha. A comitiva dos encarnados viajou na manhã desta terça-feira e em Lisboa ficaram vários jogadores que estão lesionados: Svilar, David Tavares, Rafa e Haris Seferovic.

Leipzig Lyon Benfica Liga dos Campeões Luz Correio da Manhã Luís Filipe Vieira Alemanha Lage David Tavares
Ver comentários