Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Pandemia de coronavírus trama Cristiano Ronaldo

Cortes nos salários no futebol colocam Roger Federer no topo.
Mário Figueiredo 30 de Maio de 2020 às 10:02
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo (Juventus) e Lionel Messi (Barcelona) foram ultrapassados no ranking dos desportistas mais bem pagos do mundo pelo tenista Roger Federer, devido aos cortes salariais de que foram alvo por causa da pandemia de Covid-19, revelou a revista ‘Forbes’.

O tenista suíço,de 38 anos, que não ganha um grand slam há dois anos, amealhou 106.3 milhões de dólares (95,5 milhões de euros), sendo que a grande fatia (90,2 M€) resultaram do patrocínio que assinou com a marca japonesa Uniqlo .

Os dados deste ranking remontam ao último ano, entre 1 de junho de 2019 e o mesmo dia de 2020.

Cristiano Ronaldo surge em segundo lugar da tabela, com 94,3 milhões de euros, seguido de Lionel Messi (93,4), que caiu do primeiro para o terceiro lugar. CR7 tem o salário como principal fonte de receita (54 milhões de euros), sendo o restante em publicidade e promoção. Messi ganha mais de salário, mas recebe menos em publicidade.

A NBA é a modalidade com mais elementos no Top-100, com 35 jogadores, seguido do futebol americano, com 31.

A primeira mulher do ranking é a tenista japonesa Naomi Osaka, na 29ª posição, com receitas de 33,7 milhões de euros.
Ver comentários