Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Rafael Leão tem de pagar 16,5 milhões de euros ao Sporting

TAD dá razão aos sportinguistas por rescisão “ilícita”.
Mário Figueiredo 20 de Março de 2020 às 01:30
Rafael Leão
Rafael Leão
O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) condenou esta quinta-feira Rafael Leão a pagar 16,5 milhões de euros ao Sporting - decisão é passível de recurso -, depois de o jogador ter rescindido contrato após a invasão da Academia de Alcochete (15 de maio de 2018), aumentando assim para mais de 80 milhões de euros as verbas obtidas com os dissidentes.

Rafael Leão, que assinou pelo Lille após deixar Alvalade e está agora no Milan - italianos pagaram 30 milhões aos franceses -, terá assim de indemnizar os leões por "cessação ilícita do contrato de trabalho desportivo". O TAD condenou ainda o Sporting a pagar 40 mil euros ao atleta por "assédio moral".

Rafael Leão e Rúben Ribeiro foram os únicos jogadores que não chegaram a acordo com o Sporting. Rui Patrício (18 milhões), Podence (7 milhões), Gelson (22,5 milhões, dos quais 7,5 milhões foram investidos na aquisição de Vietto, pelo que o valor líquido foi de 15 milhões) e William Carvalho (já rendeu 16 milhões, mas o valor pode atingir os 20 milhões) chegaram a acordo. Se a estes jogadores juntarmos as vendas ao Man. United de Bruno Fernandes, por 55 milhões (sendo que há um montante dependente de objetivos que pode levar o bolo total para 80 milhões) e a de Bas Dost ao E. Frankfurt (7,5 milhões), o valor sobe para 142 milhões euros.

Apesar de Rafael Leão ter sido o único dos jogadores que abandonaram o clube a não ser representado pelo Sindicato de Jogadores, Joaquim Evangelista garantiu ao CM que o organismo a que preside está pronto a "ajudar o atleta". "O TAD deu um mau exemplo. É uma decisão estranha", afirmou.
Rafael Leão Sporting milhões de euros pagar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)