Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Rúben Amorim reage a ataque do FC Porto: "Só vemos verde"

Treinador sportinguista desvaloriza ataque dos dragões, que acusam os leões de terem beneficiado de quatro pontos.
Ricardo Tavares 5 de Dezembro de 2020 às 09:28
Rúben Amorim
Rúben Amorim FOTO: Miguel Barreira
"Só vemos verde". Foi assim que Rúben Amorim reagiu esta sexta-feira às críticas do FC Porto sobre as arbitragens dos jogos do Sporting na Liga.

Na antevisão do jogo desta tarde (18h00), em Famalicão, o técnico leonino, a propósito das acusações dos portistas – consideram que o Sporting tem quatro pontos "vindos da Cidade do Futebol" –, afirmou: "Sempre estivemos focados nos nossos jogos. Vamos continuar a fazê-lo. Não ligar ao que vem de outros lados. Só vemos verde. Mas em relação a isso não posso de deixar de dizer que isso faz parte. São dores de crescimento. Se no último jogo falei de dores de crescimento, isso também faz parte. Quanto mais o Sporting crescer, mais problemas desses vamos ter".

O técnico leonino garante que que ele, os adjuntos e o staff estão preparados para os ataques externos. "Já temos algum conhecimento do que irá acontecer. É bom sinal e há que continuar, mas, para isso, é preciso manter o foco no que realmente interessa, que é vencer o Famalicão. Todos os jogos para nós são muito difíceis e vamos lutar para ganhar", frisou Amorim, que dirá que o Sporting será candidato ao título "quando for bom para a equipa. Quando for melhor para a equipa, direi se somos candidatos ou não".

Pote, que regressa a Famalicão, agora como leão, foi elogiado pelo seu treinador. "É um excelente jogador, mas é um miúdo ainda. Precisa de melhorar em certos aspetos e vai melhorar" , acredita Rúben Amorim, que também destaca as qualidades da linha média sportinguista. Diz o treinador do clube de Alvalade que os jogadores João Mário e Palhinha formam "a melhor dupla, com o Daniel Bragança e o Matheus [Nunes]. Temos as duas melhores duplas de meio-campo do campeonato".

"É o Sporar e mais dez"
"O Sporar está a trabalhar muito para a equipa. E temos de ver a ligação que eles - Nuno Santos, Pote e Sporar - têm. Se não marca um, marca o outro", disse Rúben Amorim, acrescentando: "O Sporar está com muita fome, e neste jogo será ele e mais dez".
Ver comentários