Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Sporting aproveita período sem lei no atraso do pagamento de Rúben Amorim

UEFA e FPF vão alargar prazos para os clubes terem as contas em dia.
João Moniz 17 de Abril de 2020 às 08:34
Rúben Amorim chegou ao Sporting no início de março, depois dos bons resultados conseguidos ao serviço do Sp. Braga
Rúben Amorim chegou ao Sporting no início de março, depois dos bons resultados conseguidos ao serviço do Sp. Braga FOTO: Miguel Barreira
O Sporting não pagou a primeira tranche da contratação de Rúben Amorim porque, no médio prazo, não será penalizado pelo atraso. O Sp. Braga deveria ter recebido os primeiros 5 milhões de euros (mais IVA) até 31 de março, daí que os minhotos argumentem que a dívida subiu para os 13,8 milhões de euros: os 10 milhões de euros da cláusula (pagos de uma vez porque o primeiro prazo não foi respeitado), a que se soma o IVA e juros de mora.

A UEFA adiou, para o fim deste mês, o prazo para os clubes que desejam aceder às provas europeias provarem que não têm dívidas até 31 de dezembro de 2019. Com base nessa decisão, sabe o CM, os leões esperam que o cumprimento de todas as obrigações seja suavizado devido à Covid-19, pelo que no curto prazo não haverá um processo pela dívida ao Sp. Braga. Além do mais, como o negócio foi feito este ano, a participação nas provas da UEFA em 2020/21 nunca esteve em causa.

Já a Federação só vai exigir que os clubes comprovem ter as contas em dia (condição para assegurar a participação na época seguinte) quando a atual temporada efetivamente terminar, o que dá tempo ao Sporting de pagar o montante em falta aos minhotos sem arriscar o licenciamento desportivo.

PORMENORES
"Mitigar impacto da crise"
"É absolutamente ridículo falarmos de atrasos no pagamento a fornecedores neste contexto", disse esta quinta-feira Francisco Salgado Zenha. O administrador da SAD leonina reforçou que a decisão de não pagar ao Sp. Braga foi tomada depois de decretado o estado de emergência, "para mitigar ao máximo o impacto desta crise".

Regresso ao trabalho
Após dez dias de férias, o plantel do Sporting regressou esta quinta-feira ao trabalho, ainda que em confinamento. Os jogadores, equipa técnica e o staff mais próximo não estão em layoff.
Sp. Braga Sporting Rúben Amorim IVA UEFA desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)