Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Sporting salva um ponto em Vila do Conde

Pouco mais de um minuto e já o Sporting perdia. Rio Ave foi sempre superior, mas não arrumou o encontro.
Sérgio Pereira Cardoso 16 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Wendel procura proteger a bola perante a oposição do médio vila-condense Al Musrati, num jogo que terminou empatado
Wendel procura proteger a bola perante a oposição do médio vila-condense Al Musrati, num jogo que terminou empatado FOTO: Luís Vieira
Um Sporting a menos em todo o jogo conseguiu resgatar um ponto em Vila do Conde, quando estava reduzido a dez elementos. Um penálti caído do céu permitiu responder ao golo precoce marcado por um Rio Ave sempre superior no relvado.

O que não foi propriamente uma enorme surpresa. As casas de apostas, regra geral, não andam a dormir e não será mero acaso o ligeiro favoritismo atribuído aos homens da casa, apesar do nome grande do adversário. Foram necessários apenas 64 segundos para o Rio Ave lhes dar razão. Piazón deu o último de três toques de uma jogada perfeita perante a passividade dos escolhidos de Silas.

Tão rápido foi o golo que nem sequer tinha dado para reparar nas estratégias de ambos os técnicos. Sporting com um miolo recheado de jogadores que podem atuar a 8, mas nenhum capaz de suprir a ausência do verdadeiro 8 - Bruno Fernandes.

Lances de construção, planeados e fruto de treino viam-se só de um lado. Nuno Santos, Diego Lopes e Taremi jogam quase de olhos fechados e apenas uma exagerada cerimónia na hora de atirar à baliza evitou um alargar da vantagem. Isso e uma má decisão de Fábio Veríssimo e respetivos companheiros de apito - Neto cortou com o braço um remate muito perigoso. Remate muito perigoso teve também Eduardo, num disparo à barra.

O intervalo foi apenas uma questão de tempo. Tudo o resto se manteve. Boas combinações do Rio Ave, sem sucesso no momento decisivo, e o Sporting perdido em campo. Pior ficaria, supostamente, com a expulsão de Coates. Estava tudo encaminhado para a oitava derrota da turma de Alvalade.

Só que Silas mexeu na equipa e tentou abanar o encontro de alguma maneira. Resultou, diga-se, com ajuda externa. Borevkovic derrubou Bolasie e - após discussão pela bola entre este e Jovane Cabral, foi o jovem a fazer o 1-1. Até final, Max segurou o Rio Ave e agarrou o ponto - mal menor no adeus ao pódio.
Vila do Conde Sporting Rio Ave Silas desporto futebol eventos desportivos campeonato nacional nível 1
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)