Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Todo o plantel do FC Porto está na montra para venda

SAD portista tem informado os empresários de que não há jogadores intransferíveis.
João Moniz 12 de Abril de 2020 às 09:33
Estádio do Dragão
Estádio do Dragão FOTO: Diogo Pinto

Nas últimas semanas, nas conversas que vai tendo com os empresários, o FC Porto tem passado a mensagem de que todos os jogadores estão à venda pelo preço certo. Ninguém no plantel é considerado intransferível. 

A posição da SAD, apurou o Correio da Manhã, justifica-se pela necessidade de fazer 100 milhões de euros em mais-valias, o que implica vendas brutas acima dos 130 milhões de euros. Uma obrigação que terá de ser cumprida mais cedo ou mais tarde, mesmo com o alívio nas regras do fairplay recentemente decretado pela UEFA.

Os responsáveis portistas estão conscientes da desvalorização no mercado provocada pela crise gerada pela Covid-19. Há dias, o site especializado Transfermarkt reduziu o valor da equipa azul-e-branca em 19%, de 268,4 milhões de euros para 217,5 milhões. Uma revisão em baixa que afetou todas as equipas do Mundo.

No atual cenário, Pinto da Costa e demais administradores sabem que é praticamente impossível que as vendas sejam feitas pelos montantes previstos nas cláusulas de rescisão, mas também querem evitar a todo o custo vender em saldos. Daí que haja abertura para transacionar o passe de qualquer jogador, desde que a oferta seja atrativa.

Alex Telles, Sérgio Oliveira, Otávio, Marega, Soares e Aboubakar, que terminam contrato em junho de 2021, são vistos como vendas prioritárias, sabe o CM. Danilo Pereira e Corona (ambos com ligação até 2022) surgem numa  segunda linha.

FC Porto desporto futebol economia negócios e finanças economia (geral)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)