Tribunal prolonga por dois meses prisão preventiva para Kokorin e Mamáev

Os dois atletas atacaram várias pessoas num café da capital russa.
Por Lusa|05.12.18
  • partilhe
  • 0
  • +
A justiça russa anunciou esta quarta-feira o prolongamento em dois meses do período de prisão preventiva dos futebolistas Aleksander Kokorin, do Zenit São Petersburgo, e Pavel Mamáev, do Krasnodar, que são acusados de terem agredido várias pessoas.

"Fora da prisão, Kokorin e Mamáev terão a possibilidade de continuar a atividade criminosa", justificou o juiz de um tribunal de Moscovo, que rejeitou os argumentos da defesa, segundo os quais nenhum dos dois atletas representa um perigo para a sociedade.

Kokorin, de 27 anos, e Mamáev, de 30 anos, foram acusados de agressão e vandalismo pela justiça russa, juntamente com o irmão de Aleksander Kokorin e outra pessoa que também participou nas agressões, incorrendo numa pena que pode ir até sete anos de prisão.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!