Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Vergonha no Belenenses SAD-Benfica: Azuis entraram com nove jogadores e acabaram reduzidos a seis

Benfica goleou, mas o encontro terminou aos 46 minutos.
Filipe António Ferreira 28 de Novembro de 2021 às 01:30
Benfica marcou sete golos num jogo completamente atípico
Benfica marcou sete golos num jogo completamente atípico FOTO: Reuters

Deprimente e triste... muito triste aquilo que este sábado aconteceu no Estádio Nacional. Esta é talvez a crónica que um jornalista nunca deveria escrever na vida, até porque o que se passou no Belenenses SAD-Benfica foi tudo menos um jogo de futebol.

A Covid-19 está presente, infelizmente, nas nossas vidas há quase dois anos. Tempo mais do que suficiente para a Liga de Clubes encontrar formas de evitar a página negra que se assistiu. O Belenenses SAD tem 38 jogadores inscritos, mas só nove (quase todos dos sub-23) entraram em campo, deixando antever a dimensão do surto entre casos positivos, em isolamento e lesões. Rui Pedro Soares, presidente da direção azul, garantiu não ter pedido na véspera o adiamento do jogo. Porque não o fez? Por já contar com uma um receita extra de bilheteira? Ou porque a equipa, mesmo antes deste surto, já ter vários titulares indisponíveis?

O Benfica foi a jogo, mesmo sabendo que a verdade desportiva estava em jogo. Porquê? Porque não terá outra data disponível, nas próximas seis semanas (período previsto no regulamento da Liga para a marcação de nova data) devido ao elevado número de jogos?

A Liga, impávida e serena, assistiu a isto tudo sem se manifestar. Porque não sentou os clubes à mesa? Porque não propôs uma opção para lá do que está no regulamento sendo que vivemos num período de exceção? E qual o papel da Direção-Geral de Saúde. Porque não interveio a tempo e horas? Onde está aqui a defesa da saúde pública? Quem garante que muitos jogadores do Belenenses SAD que tiveram este sábado em campo (apesar de testados) não dão positivo nas próximas horas? Nesse caso, o Benfica também assumiu o risco e preferiu ir a jogo sem receio de um possível contágio.

Uma palavra para os jogadores que estiveram em campo, os menos culpados disto tudo. Apreço, muito apreço, para os nove homens do Belenenses SAD (incluindo o guarda-redes João Monteiro que jogou fora da sua posição). Os do Benfica marcaram 7 até o árbitro ter interrompido o jogo aos 46’, depois de mais um futebolista azul se ter lesionado (dos nove iniciais, não regressaram dois por problemas físicos). Uma palavra para os adeptos que tiveram a coragem de ir ao estádio para presenciar uma das maiores vergonhas do futebol português. Que nunca mais se repita.

Sul-africano deu negativo
Cafú Phete, médio sul-africano do Belenenses SAD, testou negativo. Suspeitava-se que poderia estar infetado com a nova variante da Covid-19 (Ómicron), por ter estado no seu país, o que não se verificou. Phete foi um dos azuis colocados em isolamento a juntar aos 17 colegas e membros do staff que testaram positivo à Covid-19, incluindo o técnico Filipe C?ândido. O B SAD tem inscritos 38 futebolistas que podem jogar pela equipa principal.

"Nós passámos por isto"
"O Benfica cumpriu o regulamento, da mesma forma que o Belenenses foi obrigado a jogar. O Benfica não é responsável por esta página negra que nos envergonha. Nós já passámos por isto", disse Rui Costa, presidente do Benfica, que atacou a Liga e a DGS.

Análise ao jogo
Positivo: Relvado e público
Pouco ou nada há a dizer sobre o jogo, mas há duas notas positivas a destacar. O relvado do Estádio Nacional, que finalmente está ao nível esperado, e o público, quase todo afeto ao Benfica, que aplaudiu e muito os jogadores do Belenenses SAD.

Negativo: Episódio negro
Um jogo destes – desde o instante inicial entre 11 jogadores contra nove, sendo que destes quase nenhum faz parte da equipa principal – nunca devia ter acontecido. É preciso apurar as responsabilidades, mas a Liga não se pode esconder.

Arbitragem: Segundo os regulamentos
Manuel Mota teve 46’ sem história. Não foi chamado a puxar dos cartões. Num dos golos de Darwin, o assistente assinalou fora de jogo, mas o VAR corrigiu. E depois cumpriu os regulamentos e terminou a partida.
Ver comentários