Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Vinícius garante sexta vitória do Benfica

Águias venceram, mas bracarenses deixam a nu algumas carências no plantel às ordens de Jesus, que tem muito trabalho pela frente.
Mário Figueiredo 3 de Setembro de 2020 às 07:53
Carlos Vinícius bisou na partida, com dois golos obtidos na raça
Carlos Vinícius bisou na partida, com dois golos obtidos na raça FOTO: António Cotrim/Lusa

O Benfica venceu esta quarta-feira o Sp. Braga por 2-1 e manteve a invencibilidade na pré-época (seis vitórias), mas ficaram bem patentes algumas carências evidenciadas pelas águias. Vinícius bisou, mas Jorge Jesus já percebeu que ainda terá muito trabalho pela frente.

O técnico viu-se obrigado a apresentar uma dupla inédita de centrais no Benfica, face às ausências de Rúben Dias (Seleção) e Jardel (lesionado). Assim, Gilberto estreou-se no lado direito da defesa, André Almeida foi adaptado a central, jogou ao lado de Ferro, e Nuno Tavares assumiu o lado esquerdo.

O Benfica entrou mandão. Pressionou alto e condicionou a zona de construção bracarense. Os encarnados voltaram a trocar bem a bola e a criar situações de perigo. Numa das jogadores mais bonitas, com Taarabt e Rafa, Pizzi atirou forte à trave. O estrondo acordou os bracarenses para o jogo.

Cedo se percebeu que alguns dos jogadores do Benfica ficaram sem gasolina demasiado cedo. Jesus gosta de intensidade e os treinos são disputados em ritmo elevado. Que o diga o estreante Gilberto. Saiu exausto.

Mas a nítida quebra física e os remendos da defesa acabaram por permitir o golo dos bracarenses num lance de contra-ataque. Everton Cebolinha foi lento na abordagem defensiva e André Horta assistiu Paulinho para o 1-0.

Na etapa complementar, Carvalhal fez várias mexidas na equipa, mas manteve a qualidade. E foi aí que apareceu Carlos Vinícius. Depois de uma primeira parte muito apagada e discreta, mostrou aquilo que melhor sabe fazer: golos. Empatou aos 56’ numa jogada individual na raça e garantiu o triunfo nos descontos ao surgir isolado na cara de Tiago Sá.

O Sp. Braga mostrou uma equipa consistente e um plantel equilibrado. Já o Benfica terá de trabalhar muito. Inclusivamente a parte mental de Taarabt - o médio marroquino acabou expulso por duas entradas desnecessárias.

Ver comentários