Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Atleta belga que pediu eutanásia conquista a prata

Marieke Vervoort brilha nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.
Natacha Nunes Costa 10 de Setembro de 2016 às 18:34
Marieke Vervoort ganhou a medalha de prata
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort ganhou a medalha de prata
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort ganhou a medalha de prata
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Prova de Marieke Vervoort nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, Brasil
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro
Marieke Vervoort tem 37 anos e planeia morrer depois de competir nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro

A atleta belga Marieke Vervoort, que quer morrer depois dos Jogos Paralímpicos, conquistou a medalha de prata nos 400 metros da classe T51-52 (atletas com limitações de atividade tanto nos membros inferiores como superiores) este sábado no Rio Janeiro, Brasil.

Esta pode ter sido uma das últimas provas de Marieke, visto que, antes dos Jogos, a atleta anunciou que vai deixar o desporto e submeter-se à eutanásia. Apesar de a data do procedimento ainda não ser certa, os papéis já estão assinados desde 2008.

"Vivo há anos com muita dor e é cada vez mais difícil. No dia da cerimónia de abertura só dormi uma hora. Quero viver, mas bem. Por isso quando não aguentar mais irei recorrer à eutanásia", disse à agência espanhola Efe.

A belga sofre de uma doença degenerativa incurável na coluna vertebral e desde os 20 anos que anda numa cadeira de rodas.

O ouro da proca de 400 metros foi para a canadense Michelle Stilweel e o bronze para a norte-americana Kerry Morgan. Merieke ainda vai defender o título dos 100 metros da classe T51-52, após ter arrecadado a medalha de ouro em 2012, na cidade de Londres.

atleta belga Marieke VervoortParalímpicos Rio de Janeiro Brasil medalha prata eutanásia morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)