Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Ciclista fraturou pélvis e clavícula em queda na Volta à França

Richie Porte está fora de competição durante pelo menos quatro semanas.
Lusa 9 de Julho de 2017 às 21:32
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
Richie Porte
O ciclista australiano Richie Porte, que este domingo teve uma queda aparatosa na última descida da nona etapa da Volta à França, fraturou a pélvis e a clavícula direita, anunciou a sua equipa, a BMC.

Segundo a nota da equipa suíça, o chefe de fila da equipa, que era quinto antes de abandonar o 'Tour', estará de fora de competição durante pelo menos quatro semanas.

Porte caiu da bicicleta numa curva na última descida da etapa de hoje, que ligou Nantua a Chambéry, e sofreu ainda "hematomas superficiais no lado direito do corpo", explicou o médico da BMC, Max Testa, citado em comunicado.

"Se tudo correr bem, o Richie poderá estar de volta no início do mês de agosto para treinos ligeiros", acrescentou o médico, que explicou que as lesões do ciclista de 32 anos não requerem qualquer cirurgia, depois de ter feito vários raio X no hospital de Chambéry, para onde foi transportado depois da queda no Mont du Chat, a 20 quilómetros da meta.

O ciclista, um dos favoritos à vitória na geral individual da 104.ª edição do 'grand boucle', juntou-se ainda a Geraint Thomas (Sky), que liderou a geral individual do primeiro ao quarto dia, na lista de desistências.

O galês caiu a 100 quilómetros do final da etapa deste domingo, vencida pelo colombiano Rigoberto Urán (Cannondale Drapac), fraturando a clavícula direita e abandonando a corrida, na qual tinha como objetivo apoiar o atual camisola amarela, o britânico Chris Froome (Sky).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)