Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Festejos no pódio da Fórmula 1 vão deixar de ter champanhe. Saiba porquê

Foi assinado um acordo com um fornecedor de espumante.
2 de Março de 2021 às 13:40
Fórmula 1
Fórmula 1

A partir deste ano, não haverá mais champanhe nos pódios dos Grandes Prémios.

O promotor da principal prova de Fórmula 1 fez um acordo com um fabricante de vinho branco italiano, chamado… Ferrari.

Daqui a três semanas, no Barém, o vencedor do Grande Prémio desta temporada vai celebrar com uma garrafa de espumante. Acontecimento que quebrará uma tradição antiga.

Desde 1950, que os pilotos abrem uma garrafa de champanhe quando sobem ao pódio. Quando Juan Manuel Frangio ganhou o Grande Prémio de França, foi-lhe oferecida uma garrafa de champanhe, mas a tradição de estourar a rolha, começou por acaso, passados 16 anos.

Durante a cerimónia de premiação a Jo Siffert nas 24 horas de LeMans (em 1966), a rolha explodiu imprevisivelmente, molhando o público e rapidamente se tornaria um momento icónico da Fórmula 1.

Agora, o champanhe vai dar lugar ao espumante.  

Grandes Prémios desporto desportos motorizados Fórmula 1
Ver comentários