Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Rio de Janeiro despede-se dos Jogos Olímpicos

Cerimónia de encerramento com muitas homenagens ao Brasil.
22 de Agosto de 2016 às 01:18
Cristo Redentor no chão do estádio
Crianças cantam o hino brasileiro
Crianças cantam o hino brasileiro
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Fogo de artifício não faltou na festa
Fogo de artifício não faltou na festa
Tocha olímpica
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Os anéis olímpicos representados
Os anéis olímpicos representados na cerimónia de encerramento dos Jogos
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
Centenas de atletas despedem-se do Brasil
Tóquio é a cidade que se segue na organização dos Jogos
'Vemo-nos em Tóquio'. Daqui a quatro anos é a cidade que recebe os Jogos
Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, na passagem de testemunho. Os próximos olímpicos vão ter lugar em Tóquio
Cristo Redentor no chão do estádio
Crianças cantam o hino brasileiro
Crianças cantam o hino brasileiro
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Fogo de artifício não faltou na festa
Fogo de artifício não faltou na festa
Tocha olímpica
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Os anéis olímpicos representados
Os anéis olímpicos representados na cerimónia de encerramento dos Jogos
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
Centenas de atletas despedem-se do Brasil
Tóquio é a cidade que se segue na organização dos Jogos
'Vemo-nos em Tóquio'. Daqui a quatro anos é a cidade que recebe os Jogos
Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, na passagem de testemunho. Os próximos olímpicos vão ter lugar em Tóquio
Cristo Redentor no chão do estádio
Crianças cantam o hino brasileiro
Crianças cantam o hino brasileiro
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Cerimónia pintou-se de luz e cor
Fogo de artifício não faltou na festa
Fogo de artifício não faltou na festa
Tocha olímpica
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Os anéis olímpicos representados
Os anéis olímpicos representados na cerimónia de encerramento dos Jogos
Várias performances marcaram a cerimónia de encerramento
Cerimónia de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
Centenas de atletas despedem-se do Brasil
Tóquio é a cidade que se segue na organização dos Jogos
'Vemo-nos em Tóquio'. Daqui a quatro anos é a cidade que recebe os Jogos
Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, na passagem de testemunho. Os próximos olímpicos vão ter lugar em Tóquio
Depois de 16 dias de competição, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro chegaram ao fim este domingo (já segunda-feira em Portugal) com a cerimónia de encerramento no famoso estádio do Maracanã, que contou com a participação de mais de seis mil voluntários.

A cerimónia começou com muita cor e luz, com os participantes a formarem símbolos icónicos do Brasil, como o Cristo Redentor. Seguiu-se a passagem do testemunho do Rio de Janeiro para Tóquio, cidade que vai receber os Jogos Olímpicos de 2020.

Depois de 27 crianças cantarem o hino do Brasil, foi a vez dos atletas entrarem no estádio. Telma Monteiro, a única medalhista portuguesa desta edição, foi quem carregou a bandeira nacional.

Já com todos os atletas no Maracanã, seguiu-se a cerimónia da entrega das medalhas da maratona masculina, ganha por Eliud Kipchoge, do Quénia.

Foi pelas mãos do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que o Brasil passou o testemunho dos Jogos Olímpicos a Tóquio. Paes entregou a bandeira olímpica ao presidente do Comité Olímpico Internacional, que a passou para a governadora de Tóquio, Yuriko Koike.
Jogos Olímpicos Rio de Janeiro Maracanã Brasil Cristo Redentor Telma Monteiro desporto
Ver comentários