Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Nelson Évora lidera comitiva de sete atletas para Mundiais de pista coberta

Portugueses vão competir no triplo salto, lançamento do peso e velocidade.
Lusa 20 de Fevereiro de 2018 às 14:24
Nélson Évora
Nelson Évora na apresentação do Meeting de Madrid
 Nelson Évora, de 33 anos, a caminho da medalha de bronze com 17,19 m
Nélson Évora
Nélson Évora
Nélson Évora
Nélson Évora
Nelson Évora na apresentação do Meeting de Madrid
 Nelson Évora, de 33 anos, a caminho da medalha de bronze com 17,19 m
Nélson Évora
Nélson Évora
Nélson Évora
Nélson Évora
Nelson Évora na apresentação do Meeting de Madrid
 Nelson Évora, de 33 anos, a caminho da medalha de bronze com 17,19 m
Nélson Évora
Nélson Évora
Nélson Évora
Portugal vai participar com sete atletas nos Mundiais de atletismo em pista coberta, que vão ser disputados em Birmingham, em Inglaterra, entre os quais Nelson Évora, Tsanko Arnaudov e a seleção feminina dos 4x400 metros.

A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) anunciou esta terça-feira os convocados para a competição, a disputar entre 1 e 4 de março, confirmando a presença de Nelson Évora (Sporting), no triplo salto, Tsanko Arnaudov (Benfica), no lançamento do peso, Lorene Bazolo (Sporting), nos 60 metros, e Cátia Azevedo (Sporting), nos 400.

A velocista de 400 metros dos 'leões', que conseguiu os mínimos no passado sábado, em Pombal, integra ainda a seleção para a estafeta na distância, juntamente com Dorothe Évora (Sporting), Filipa Martins (Sporting) e Rivinilda Mentai (Benfica), cujas marcas somadas na distância cumpriram o requisito de 3.40,00 minutos.

Nelson Évora, campeão olímpico em 2008 e bicampeão europeu em pista coberta, detém a segunda melhor marca do ano (17,30 metros) no triplo salto, atrás do brasileiro Almir Cunha dos Santos (17,37), enquanto Tsanko Arnaudov, atleta do lançamento do peso, subiu ao sétimo lugar do 'ranking' anual, com o novo recorde nacional (21,27), alcançado no domingo.

Lorene Bazolo (7,27 segundos nos 60 metros) , que é 57.ª este ano, e Cátia Azevedo (53,13 nos 400 metros), 60.ª, chegam com posições mais modestas aos Mundiais, dos quais vão ficar de fora por lesão, apesar de terem obtido mínimos, Patrícia Mamona (Sporting) e Susana Costa (Academia Fernanda Ribeiro), ambas no triplo salto, e Francisco Belo (Benfica), no lançamento do peso.

De fora desta lista, ficou também Samuel Remédios (Juventude Vidigalense), que bateu o recorde nacional do heptatlo (5.980 pontos) e ocupa o nono lugar do 'ranking' mundial de 2018, apesar de a FPA aguardar um esclarecimento sobre a atribuição de um 'wild-card' ao austríaco Dominik Distelberger, 10.º da mesma hierarquia.

A qualificação para as provas combinadas dos Mundiais é assegurara pelo vencedor do Challenge de 2017, pelos cinco melhores do 'ranking' ao ar livre de 2017, pelos cinco melhores em pista coberta e por um convidado da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF)
Ver comentários