Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Portugal quer adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

COP alerta para a imagem e reputação do Movimento Olímpico.
Ricardo Tavares 24 de Março de 2020 às 08:55
Comité Olímpico de Portugal
Comité Olímpico de Portugal FOTO: Paulo Calado

Portugal defende o adiamento dos Jogos Olímpicos, previstos para o período de 24 de julho a 9 de agosto, em Tóquio, no Japão, e reclama uma decisão célere do Comité Olímpico Internacional (COI) sobre a data de realização da competição, tendo enviado nesse sentido uma carta àquele organismo.

Na semana passada, o COI pediu aos atletas, depoisf de uma reunião com as federações internacionais, que continuassem a preparação para os Jogos de Tóquio. O Comité Olímpico Português (COP), na carta enviada esta segunda-feira para o COI, lembrou que aquele pedido "comporta um risco elevado e envolve uma inequívoca pressão sobre os atletas, num momento em que as orientações generalizadas das autoridades de saúde mundiais insistem" no isolamento social, "resultando assim no fecho de todos os centros de treino".

O COP sublinha, por outro lado, que a atitude do COI "tem consequências mais alargadas que podem afetar a imagem e reputação do Movimento Olímpico". Por isso, frisa, na carta, assinada pelo presidente do organismo, há a necessidade imperiosa de não "colocar a saúde e as vidas dos atletas em causa nesta batalha que devemos travar juntos e no mesmo sentido".

José Manuel Constantino, na missiva dirigida a Thomas Bach, diz que, considerando as suas condições de treino, há modalidades que "envolvem elevados níveis de exposição e risco, não sendo possível encontrar soluções de treino em segurança, de acordo com as autoridades de saúde".

Entretanto, Dick Pound, membro do COI, garantiu esta segunda-feira ao jornal ‘USA Today’ que os Jogos Olímpicos de Tóquio vão mesmo ser adiados.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)